Descubra a Terra dos Vinhos na Argentina e escolha quais vinícolas visitar em Mendoza

Mendoza é a “Tierra Malbec“. Ganhou este apelido graças à qualidade deste tipo de vinho produzido por lá. Ficamos sempre com bastante dúvida sobre quais vinícolas visitar em Mendoza, afinal existem quase 1000 espalhadas pela bela região, onde muitas delas são emolduradas pela bela Cordilheira dos Andes.

A beleza dos Vinhedos nos deixa em dúvida sobre quais vinícolas visitar em Mendoza
A beleza dos Vinhedos em Mendoza

Quando visitar

Mendoza pode ser visitada o ano todo, mas como a cidade se localiza numa região árida os verões são bastante quentes. Em contrapartida é a época que vemos os vinhedos com mais vida.

No inverno, pode-se curtir a neve nos arredores, no entanto os vinhedos não estarão tão bonitos.

Programe-se para ir no final do verão, lembrando que as estações na Argentina são iguais as do Brasil.

A guia explicando tudo sobre vinhos
A guia explicando tudo sobre vinhos

Quantos dias ficar

Com certeza este item depende da sua paixão por vinhos. Se você quer apenas conhecer a região e não é um enólogo digamos que quatro dias são suficientes.

Quando conheci Mendoza optei por comprar os voos de ida e volta por Santiago porque queria fazer a viagem entre as duas cidades de carro.

O trecho que liga Mendoza a Santiago corta a Cordilheira dos Andes com paisagens incríveis. Conto tudo neste artigo.

O Parque Aconcágua na estrada Santiago - Mendoza
O Parque Aconcágua na estrada Santiago – Mendoza

Quais vinícolas visitar em Mendoza

Pulenta Estate

Fui para esta vinícola por indicação de um amigo amante de vinhos. Não tem aquelas estruturas faraônicas, como muitas em Mendoza, porém proporciona uma visita interessante.

As instalações da Pulenta Estate
As instalações da Pulenta Estate

A degustação acontece numa linda sala com vista para os vinhedos. Existe também alguns caramanchões que proporcionam sombra no árido calor mendocino.

Relaxando um pouco na sombra
Relaxando um pouco na sombra

A única crítica na visita foi quanto nossa guia, parecia que ela não estava muito “animada” para explicar, fora isso foi uma experiência legal.

Aconselho que verifique o site para conferir horários de visitação.

Lembre-se que muitas vinícolas trabalham somente com agendamentos.

Bodegas Chandon

A Chandon não estava no roteiro, porém decidimos visitá-la quando passamos na frente. Essa é a parte legal de uma viagem à Mendoza: se programar mas dar abertura à mudanças do roteiro.

A famosa marca francesa também tem uma filial na Argentina
A famosa marca francesa também tem uma filial na Argentina

É uma experiência diferente, as instalações tem uma decoração mais clean misturado com barroco, algo mais “glamuroso” digamos assim.

Existe um belo jardim, o qual pode ser visitado enquanto aguarda a degustação. A loja também é interessante pois tem vários espumantes que nunca tinha visto no Brasil. O preço não é uma maravilha, mas vale a pena para comprar algo diferente.

Curtindo os jardins da Chandon
Curtindo os jardins da Chandon

Foi bastante interessante assistir o vídeo que conta a história da marca.

Confira horários de visita no site oficial.

Salentein

Lembra quando falei que algumas tinham estruturas faraônicas ? Pois é, a Salentein é um bom exemplo disso.

O belo prédio onde ocorre as degustações aparece solitário e imponente em meio aos vinhedos.

A bonita estrutura da Salentein
A bonita estrutura da Salentein

A estrutura ampla, moderna e com espelho d´água impressiona. Obras de arte dão um ar especial ao ambiento grandioso e ostentativo.

No espaço existe também um museu muito bem organizado e um belo restaurante.

A visita ao local de armazenagem chama a atenção por uma bela sala circular, onde os turistas de acomodam frente aos barris de roble em uma estrutura que lembra um anfiteatro. Para completar a experiência existe um belo piano ao centro, aberto à visitantes pianistas que queiram dar uma “palhinha” por lá.

Acredito que pelos diferenciais da Salentein a mesma deva ser prioridade na lista de Quais vinícolas visitar em Mendoza, já que a estrutura é bastante interessante.

A impressionante estrutura da Salentein
A impressionante estrutura da Salentein

Confira o site oficial para conferir os horários de visitação.

Percepções do Viajante Curioso

A visitação das vinícolas segue sempre um processo parecido: visita às plantações, armazenagem, produção, degustação e visita à lojas que eventualmente existam.

Saúde!!
Saúde!!

Não se programe para ir em muitas e não tornar o passeio cansativo e repetitivo. Aproveite para conhecer também a bela região.

As dicas acima partem de uma percepção turística e não técnica, sendo assim, se for profissional desta área este post pode não servir para você decidir quais vinícolas visitar em Mendoza.

Gostaram das dicas ? Qual seu vinho favorito ?

** Este artigo não recebeu nenhuma espécie de patrocínio e reflete as opiniões pessoais do autor.

 

 

 

Compartilhar:

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *