Turismo na Guatemala: Tikal, a grande cidade maia com suas pirâmides encobertas pela floresta

Fazer uma viagem de Turismo na Guatemala pode soar um pouco estranho, afinal este país é desconhecido pelos brasileiros. No entanto ele fica ali, do ladinho do México, quase que escondido aos olhos dos turistas.

TIKAL-GUATEMALA
Tikal é a cereja do bolo do Turismo na Guatemala

 

Neste artigo você vai ver

Panorama sobre a Guatemala. Clique Aqui
Tikal, a grande cidade Maia. Clique Aqui
Dicas do Viajante Curioso. Clique Aqui

 

Porque conhecer a Guatemala ?

O país é um turbilhão cultural, além do espanhol que é falado por mais de 90% da população existem mais 21 línguas maias.

Se você já foi ao Peru e achou exótico, prepare-se para a Guatemala.

O colorido mercado de rua de Sololá
O colorido mercado de rua de Sololá

Como o país está fora dos holofotes do turismo mundial você vai encontrar uma cultura mais intocada e terá uma experiência mais “sui generis” digamos assim.

A Guatemala tem lugares fantásticos, como a grandiosa Tikal, as piscinas naturais de Semuc Champey, o Lago Atitlán, vulcões e muita natureza.

Considerado um dos lagos mais bonitos do mundo, o Atitlán é cercado por vulcões
Considerado um dos lagos mais bonitos do mundo, o Atitlán é cercado por vulcões

Então se gosta da história dos povos americanos, natureza e aventura a Guatemala á uma excelente dica de roteiro.

Voltar ao início. Clique Aqui

 

Tikal, a grande cidade maia

Tikal é para muitos a cereja do bolo guatemalteco, e não é para menos, a cidade começou a ser construída no século IV a.C. e foi um grande centro da Civilização Maia.

O que vemos hoje é apenas parte da magnitude de seu glorioso passado, já que grande parte dos templos foram encobertos pela mata.

A mistura de natureza e ruínas maias em Tikal
A mistura de natureza e ruínas maias em Tikal

Quando perguntei ao guia porque não “desenterravam” os templos ele me respondeu que é preciso manter assim, pois mostra a força da natureza sobre o homem.

O Sítio Arqueológico de Tikal é Patrimônio da Humanidade pela Unesco, e a visita pode ser considerada uma mistura de passeio histórico e ecológico, já que a cidade está no meio de uma grande floresta.

Ao chegar em Tikal não deixe de contratar um guia, nós fizemos isso e recomendo. O mesmo irá contar toda a história e levar para lugares que com certeza não teria ido sozinho.

Nosso simpático guia que fazia de tudo pra gente aproveitar Tikal
Nosso simpático guia que fazia de tudo pra gente aproveitar Tikal

Um dos grandes momentos foi quando estávamos no no meio da floresta e o guia começou a chamar os macacos uivadores. O som emitido pelos animais era tão alto que eu imaginava que tinha alguma caixa acústica entre as árvores. Dá uma olhada neste vídeo que postei no Instagram:

Seguindo por trilhas ele nos mostrou a árvore sagrada dos maias, a Ceiba – a qual segundo a Mitologia Maia fazia a ligação dos diversos “mundos”.

A imponente Ceiba nas florestas de Tikal
A imponente Ceiba nas florestas de Tikal

O grande momento é a visita a uma praça monumental com o Templo I e o Templo II, estas pirâmides com 47m e 38m respectivamente mostram toda a magnitude do local.

O Grand Jaguar em Tikal
O Grand Jaguar em Tikal

Alguns destes lugares estão parcialmente restaurados, desta forma vemos uma mistura entre natureza e história, o Templo III é um exemplo disso.

O Templo III em meio ao Parque de Tikal
O Templo III em meio ao Parque de Tikal

Outra atração imperdível é subir o Templo IV, a mais alta edificação do parque. Lá de cima temos a ideia do que seria a grande cidade maia, e entre as árvores vemos o topo de alguns templos.

É incrível imaginar como seria Tikal no seu auge e como a floresta encobriu tudo.

Os templos de Tikal tomados pela floresta
Os templos de Tikal tomados pela floresta

Outra pirâmide que está completamente restaurada é o Templo V. Nosso guia preparou um momento especial. Estávamos andando pela floresta e de repente demos de cara com este templo.

e de repente o Templo V surgiu no meio da floresta
e de repente o Templo V surgiu no meio da floresta

Separe um período para conhecer o Parque de Tikal com calma, subir em alguns templos e admirar a natureza do parque. Vá com calçados confortáveis e mochila com lanche e água.

Na saída do parque tem algumas lojas de artesanato e lanchonetes.

Voltar ao início. Clique Aqui

 

Dicas do Viajante Curioso

Acho que pela primeira vez neste blog vou me render à seguinte frase: Evite fazer Turismo na Guatemala por conta própria.

Viajei com duas amigas e fizemos a pior besteira em nossas viagens: alugar um carro no país, já que as estradas são ruins, não tem indicações e um trecho de 100 Km demora 3 horas.

Tumulos são os famosos quebra molas ou "lombadas""
Tumulos são os famosos quebra molas ou “lombadas””

Quer um conselho ? Chegando na Cidade da Guatemala vá direto para Antígua. Além de ser uma bela cidade colonial existem agências onde você pode organizar suas excursões pelo país.

A charmosa Antígua com suas casas coloniais
A charmosa Antígua com suas casas coloniais

Obviamente existe um ônibus que vai até Flores, cidade base para conhecer Tikal, mas daí você tem que se preocupar com este ônibus, hospedagem e ida a Tikal.

Lembre-se que Tikal fica a mais de 500 Km de Antígua e a viagem demora um pouco mais que 9 horas.

Sendo assim, são necessários ao menos dois dias. Existe também um voo até Flores, é outra opção a ser considerada, porém do aeroporto até o parque são mais 60 Km.

No meu roteiro passei por Tikal, Semuc Champey, Antigua, região do lago Atitlán e Chichicastenango.

Conheci todos estes lugares em 10 dias. Não fui à Cidade da Guatemala por me falarem que não é interessante, apenas passei pelo aeroporto.

As lindas piscinas naturais de Semuc Champey
As lindas piscinas naturais de Semuc Champey

Desta forma sugiro que monte base em Antígua e tire um dia para conhecer a cidade e fazer um trekking até o Pacaya, que é um vulcão ativo e você consegue ver as fumarolas e pedras quentes onde pode assar marshmallows.

O dia que assamos marshmallows no vulcão
O dia que assamos marshmallows no vulcão

Antígua é uma cidade super charmosa, com hotéis para todos os gostos e vários restaurantes e bares para curtir a noite. De Antígua fica fácil para ir ao aeroporto também.

Antígua já foi destruída por vários terremotos, muitas das construções estão em ruínas, mesmo assim a cidade não perde seu charme
Antígua já foi destruída por vários terremotos, muitas das construções estão em ruínas, mesmo assim a cidade não perde seu charme

Voltar ao início. Clique Aqui

Gostaram do artigo ? Já pensaram em fazer turismo na Guatemala ?

** Este artigo não recebeu nenhuma espécie de patrocínio e reflete as opiniões pessoais do autor.

 

 

Compartilhar:
10 comments Add yours
  1. Deixa te perguntar, quantos dias viajou na Guatemala?
    Qual média de gasto da viagem diário?
    Com hotel, alimentação,passeios etc..

    Obrigado

    1. Olá,

      Obrigado pela leitura
      Fiz todo o roteiro que descrevi no blog em 10 dias.
      É difícil dar uma previsão pois não sei seus hábitos de consumo, de forma geral, aconselho que leve 50 dólares por dia para hospedagem, alimentação e passeios.
      Este valor é para uma viagem econômica.
      Abraço
      Diego

    2. Olá

      Sim, em uma viagem econômica considerando que você vá ficar em hostel e fazer refeições em restaurantes é possível sim se hospedar, se alimentar e fazer os passeios gastando a média de 50 dólares por dia.
      Caso viaje em dois a economia ainda é maior, pois muitas coisas podem ser divididas, como um táxi por exemplo.

      Abraço

      1. A melhor época é entre novembro e abril, a estação seca.
        Fui justamente neste época e peguei uns dias de chuva, mas nada que atrapalhasse.

  2. ola
    Meu nome e Daniela, pretendo ir em Janeiro agora. Penso em chegar na Cidade da Guatemala e ir direto pra Flores de avião, e de la visitar Tikal
    Voltar pra Cidade da Guatemala e ir de shuttle de carro pra Antigua .
    La visitar ao Lago, o Mercado na cidade e o sitio arqueológico de Copan.
    vc acha que em 10 dias consigo efetivarv esse trajeto?

    1. Olá Daniela,

      Obrigado pela leitura.
      Sim, é tempo suficiente, mas precisaria ver os deslocamentos para Honduras, já que você vai à Copan.
      Diego

        1. Olá Daniela, tudo bem

          Sim, Tikal é um dia, você precisa apenas ver que horas chega lá a fim de verificar se precisa ou não dormir em Flores.
          Pode me enviar o roteiro sim.

          Diego

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *