A Catedral de Sal de Zipaquirá na Colômbia

Catedral de Sal de Zipaquirá

Tenho a impressão que ainda os brasileiros não descobriram este país. São muitas atrações que vão do mar do Caribe até um pedaço da Cordilheira dos Andes e lugares especiais como a Catedral de Sal de Zipaquirá.

Bogotá é uma cidade efervescente e me surpreendeu logo que saí do aeroporto com suas avenidas largas, faixas para ônibus e bastante cabeamento aterrado, aliás vocês acreditam que este detalhe me chama muito a atenção quando vou ao exterior? No Brasil ainda temos poucos lugares assim.

O centro histórico de Bogotá. Catedral de Sal de Zipaquirá
O centro histórico de Bogotá

Um day trip bem legal de Bogotá – A Catedral de Sal de Zipaquirá

Imagine uma catedral inteira construída dentro de uma mina de sal!

A grandiosa Catedral de Sal
A grandiosa Catedral de Sal

A história deste monumento não é tão antiga, a atual catedral foi inaugurada em 1995, porém antes havia uma outra dos anos 50.

Está situada a 180 metros abaixo da terra, e é um dos templos católicos mais diferentes do mundo.  A visita é guiada através das estações da Via Crucis, além de muitas outras obras feitas em sal e mármore.

Pedindo peça proteção dos mochileiros
Pedindo pela proteção dos mochileiros

A catedral está localizada junto ao complexo “Parque de la sal“, espaço cultural temático dedicado às minerações, geologia e recursos naturais.

Parque de la Sal
Parque de la Sal

Em uma hora é possível fazer todo o percurso, quando estive lá tinha uma fila já que este local é muito procurado pelos turistas em visita ao país. A Catedral de Sal é considerada uma das 7 Maravilhas Colombianas. Clique aqui para saber as outras!

Observe os ricos detalhes das obras iluminados por luzes coloridas. A todo momento somos surpreendidos por um cantinho diferente, que em meio à escuridão da mina traz um clima de mistério.

Os detalhes da Catedral de Sal
Os detalhes da Catedral de Sal

Fiquei bastante impressionado com a grandeza dos templos, em muitas partes da mina o pé direito é tão alto quanto de uma catedral convencional.

Como ir de Bogotá à Zipaquirá

Bom, sempre é possível comprar um pacote pronto que te pegue no hotel e te deixe na porta, mas que graça tem ?

É fácil chegar em transporte público, em Bogotá tem as estações do Transmilenio, basta acessar uma delas e ir até a estação final, que é o Portal Norte, de lá é só sair e bem ao lado tem os ônibus com destino à Zipaquirá.

Aliás este Transmilênio é muito parecido com o sistema de transporte de Curitiba, é tipo um veículo leve sobre pneus, porém em Bogotá eles seguem sempre em uma via separada.

Transmilenio
Transmilenio

Os ônibus saem de hora em hora e a viagem até Zipaquirá leva uma hora em um trecho de 48Km.

Quando estive lá descobri outra forma de ir até a Catedral de Sal, que deve ser legal, o Tren de La Sabana. Esta é uma das poucas linhas férreas em funcionamento da Colômbia, e liga o bairro de Usaquén em Bogotá à Zipaquirá. Pelo que li é um trem turístico com comida e banda, no entanto este só funciona nos finais de semana e em dias festivos. Em tempo: Usaquén é um bairro turístico de Bogotá que não tive tempo de conhecer, dê uma pesquisada sobre ele 😉

Se quiser saber mais sobre o trem. Clique neste link: http://www.turistren.com.co/

Para falar a verdade ficamos meio perdidos ao chegarmos na pequena Zipaquirá, paramos num ponto que não sabíamos se era o correto, mas foi logo que entramos na cidade.

Caminhe em direção à pequena praça com vários prédios coloniais e vá subindo alguns quarteirões, é uma caminhada boa, entenda como um passeio, assim fica mais divertido.

Caminhando em direção à Catedral de Sal
Caminhando em direção à Catedral de Sal

Quando tiver alguma dúvida pergunte aos moradores, os quais lhe indicarão facilmente. Se preferir tome um táxi dali do centrinho, mas como a gente é mochileiro sempre prefere os meios por conta própria mesmo.

O centrinho histórico de Zipaquirá
Zipaquirá e suas construções coloniais.

Pense na Colômbia nas suas próximas férias!

 

 

Compartilhar:
2 comments Add yours
  1. “Tenho a impressão que ainda os brasileiros não descobriram este país.”…deixa assim….deixa assim..melhor que morrer de vergonha alheia como quando escutamos alguma brasileiro/a dando vexame em qqr lugar publico de qqr país…deus me perdoe

    1. Olá

      Obrigado pela leitura!!

      Nós brasileiros temos um jeito informar de nos relacionar que pode parecer mau educado mundo afora. Muitas vezes gesticulamos com as mãos e falamos um pouco mais alto.
      De qualquer forma o brasileiro é visto como “gente boa” quando viaja, porém concordo com você que a gente, às vezes é informar demais.

      Abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *