Como visitar Sewell: a cidade abandonada na Cordilheira dos Andes no Chile

Como visitar Sewell – Patrimônio da Humanidade, fica pertinho de Santiago.

Sou um viajante curioso e gosto de conhecer lugares que fogem ao comum, assim aconteceu com Sewell. Em 2009 o Fantástico apresentou uma série de matérias onde mostrava lugares que são Patrimônios da Unesco, porém não são conhecidos. Na época o jornalista Zeca Camargo percorreu todos eles. Clique aqui e conheça todos os Patrimônios da Humanidade no Chile.

Um destes lugares é Sewell e como tinha viagem marcada para o Santiago do Chile aproveitei para conhecer.

Encontrei poucas informações na internet e por isso resolvi contar passo a passo como visitar Sewell.

Sewell - a cidade abandonada na Cordilheira dos Andes. Como visitar Sewell
Sewell – a cidade abandonada na Cordilheira dos Andes

Mas do que se trata ?

No início do século XX o governo chileno deu permissão para que uma cidade fosse construída nos Andes e ali vivessem os mineiros que explorariam a mina El Teniente. Assim surgiu Sewell numa altitude de 2000 m num local pouco provável para se construir uma assentamento.

A neve em Sewell é companheira inseparável
A neve em Sewell é companheira inseparável

Sewell em seu apogeu chegou a ter 15.000 habitantes. Ao conhecer a cidade hoje em dia fica difícil entender como tanta gente viveu ali.

A arquitetura de Sewell é seu diferencial, a princípio não há ruas, somente escadas. A cidade contava com tudo o que qualquer cidade normal teria: bancos, igrejas, hospital, escolas, comércio, clube e até um boliche.

O boliche de Sewell
O boliche de Sewell

É super interessante andar por suas escadas e visitar os prédios antigos da cidade, que por toda sua peculiaridade foi tombada como Patrimônio Mundial da Humanidade.

Não poderia faltar a igreja né ?
Não poderia faltar a igreja né ?

A cidade começou a ser abandonada nos anos 70 pois ficava mais fácil para os trabalhadores morarem em Rancágua e desde então se transformou num lugar fantasma. Ainda hoje, ao fazer os passeios, podemos ver vários mineiros trabalhando na região de Sewell.

A gente passeando e os mineiros na labuta
A gente passeando e os mineiros na labuta

Outra característica bastante interessante é que todas as construções são coloridas, o objetivo disso é contrastar com o eterno branco da neve e deixar a cidade um pouco mais “alegre”.

As cores de Sewell
As arquitetura peculiar de Sewell

Como é o passeio ?

Este não é um tour que deva agradar a todos, mas com certeza chama a atenção para quem já foi a Santiago e conhece todas as vinícolas, os parques e as estações de ski. É um daqueles lugares “diferentões” que quando você conta aos amigos eles perguntam “mas o que tem lá ?”

Não é um passeio muito conhecido, eu tive a ajuda de um amigo chileno que me indicou uma agência que faz este tour, infelizmente não é possível ir por conta própria.

Uma curiosidade: os chilenos pronunciam “súvel” e por este motivo muitos deles não entendiam quando perguntava sobre o passeio.

É perto de Santiago, aproximadamente 90Km em direção à Rancágua. É um excelente day trip desde a capital chilena.

Existem dois passeios; um pela cidade e outro que vai até a mina, eu escolhi somente o da cidade pois era o que mais me interessava.

O tour todo foi guiado e muito bem explicado, existe um museu lá e o almoço é num restaurante juntamente com os mineiros.

Se quiser informações mais detalhadas, este é o link de uma agência que faz o tour. http://www.vts.cl/

Programem-se pois não é um tour trivial e as saídas não são todos os dias.

Gostaram da dica sobre como visitar Sewell ?

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *