Salzburgo: conheça a cidade de Mozart e da Noviça Rebelde

Última atualização em

Salzburgo caiu de paraquedas no meu roteiro pela Alemanha, Praga, Viena e Budapeste.

Porém, não me arrependi, Salzburgo é aquela cidade que dá vontade de andar o tempo todo, de tão bonita que é.

Salzburgo
A bela Salzburgo e o Rio Salzach

Roteiro pela Europa Central

Em julho de 2019 tinha me decidido conhecer esta parte tão famosa da Europa. A princípio, um amigo que mora na Alemanha faria a viagem comigo, porém um dia antes ele desistiu.

Viajaria sozinho.

Não estava nos meus planos viajar só, mas lá fui eu.

Planejei apenas os dias em Praga, Viena e Budapeste. Depois sabia que tinha que voltar para Frankfurt, mas não tinha nenhuma reserva ou roteiro.

Deixei o destino me levar.

E foi assim que aconteceu.

Foi então que resolvi conhecer a  noite de Viena, e quando a gente sai sozinho parece que dá mais abertura a conhecer pessoas.

Aí conheci uma galera e eles se surpreenderam quando souberam que eu estava viajando sozinho.

Entre um chopp e outro falei da minha viagem e da incerteza de onde ir após Budapeste, foi aí que um deles, o Mathias, me disse: vai para minha cidade, Salzburgo!!

Olhei no mapa e fazia sentido, a viagem seria fácil, porque de Budapeste tem um trem com ponto final em Salzburgo.

Bom, a gente sabe que “papo de bêbado” não desperta muita confiança, mas o Mathias disse que me mostraria a cidade e me levaria para Hallstatt.

Pensei comigo: não custa arriscar, já estava sozinho mesmo.

Fiquei mais um dia em Viena e mais 4 em Budapeste.

Nesta altura pensei que meu novo “amigo” nem se lembrasse mais das suas promessas, foi aí que ele me mandou uma mensagem perguntando se eu já tinha comprado a passagem para Salzburgo.

Viajando de Budapeste a Salzburgo

Talvez esta não seja a rota mais comum num roteiro por aqueles lados, mas para mim fazia todo o sentido, pois meu voo de volta era de Frankfurt.

De Salzburgo seguiria para Munique e iria em direção ao norte, parando em algumas cidades da Baviera.

Eu tinha uns 15 dias, ou seja, tempo suficiente.

Dá uma olhada como foi meu Roteiro pela Europa Central (ou Leste Europeu se preferir).

Paguei 39 euros pela OBB,  a viagem levou umas 5 horas.

Em Budapeste precisei imprimir o ticket, pois eles não aceitavam de forma eletrônica, porém, na própria estação de trem, eles fazem isso gratuitamente.

Olhando o mapa, a gente vê que atravessei a Áustria toda, passando novamente por Viena.

O trem não tinha bancos super confortáveis e fez muitas paradas, mas tinha um wi-fi que funcionava muito bem.

Cheguei em Salzburgo quase meia noite, preocupado com minha reserva no hostel, pois dizia que cancelariam caso não aparecesse até as 23.

Onde ficar em Salzburgo

A cidade é cara, como tudo na Áustria.

A opção mais econômica que encontrei foi o Haunspberg Hostel e paguei 62 euros por duas noites, em um quarto com 6 camas.

Este é aquele hostel tradicional sabe ? Um prédio enorme, quartos espaçosos e super limpos.

Chegando lá o atendente já estava cancelando minha reserva, por sorte consegui fazer o check-in.

Este hostel fica relativamente perto da estação ferroviária de Salzburgo, que é enorme e moderna.

Não teve erro, foi quase uma rua só até chegar ao hostel.

No caminho reparei que os austríacos colocam no lixo itens super aproveitáveis.

Uma amiga que mora por lá, diz que não é lixo, eles apenas põe na rua aquilo que não usam mais para outras pessoas pegarem. E não é jogado, é tudo organizado.

Curioso do jeito que sou, fui dar uma conferida e vi um vasinho lindo, não tive dúvida, peguei pra mim.

Hoje está enfeitando meu banheiro direto das ruas de Salzburgo. Tenho o maior orgulho em dizer que achei no “lixo”.

Bom, voltando ao hostel.

É uma boa opção e eles servem café da manhã sem nenhuma taxa extra.

Atendeu super bem.

Minha única reclamação foi quanto à rua, pois peguei um quarto meio barulhento.

Já era tarde e fui dormir.

O Mathias tinha me dito que me encontraria logo cedo, e lá estava ele na porta do hostel as 8 da manhã.

Neste primeiro dia conheci Hallstatt.

Foi um dia lindo, porque paramos nos lagos, nadamos, e pude contemplar aquela visão linda das montanhas e campos da Aústria.

Hallstatt é um caso a parte, parece uma vila de conto de fadas, mas  isso é assunto para um artigo inteiro.

No final da tarde ele me deixou no hostel, descansei um pouco e saí por ali mesmo para comer alguma coisa.

Somente no outro dia fui descobrir Salzburgo.

O que fazer em Salzburgo

O hostel fica a uns 2Km da Cidade Antiga, onde fica a maioria das atrações.

Não teve erro, caminhei duas quadras até as margens do Rio Salzach e dali foram uns 20 minutos até o centro antigo.

Já comecei a me apaixonar pela cidade. O rio é super limpo, com patos nadando e bonitas construções às suas margens.

Rio Salzach
Caminhar às margens do Rio Salzach é uma delícia

Foi então que parei em uma das atrações mais famosas de Salzburgo

Palácio Mirabell

Você sabe por que este lugar é tão famoso ?

Foi neste Palácio, mais especificamente em seus jardins, onde cenas do famoso musical “A Noviça Rebelde” ou se preferir “The sound of music” foram filmadas.

É lá que a protagonista do musical e outras crianças dançam nos jardins.

Caso vá para lá se prepare para ver muitos turistas fazendo a mesma coisa e repetindo a famosa cena.

O lugar é encantador, tem um jardim super bem cuidado e ao fundo vemos o Castelo de Salzburgo.

Palácio Mirabell
Jardins do Palácio Mirabell. Tente reconhecer as esculturas que aparecem no filme.

Vou deixar aqui o vídeo, as cenas finais são todas nos Jardins do Palácio de Mirabell.

Caminhei mais um pouco, até que pude ver a parte antiga de Salzburgo

Para mim esta é a melhor vista de Salzburgo.

Salzburgo
A parte antiga e o imponente castelo

A paisagem é tomada pela torre das igrejas em Barroco e pela imponente Fortaleza de Hohensalzburg.

Atravessando a ponte, cheia de cadeados, chegamos propriamente em Altstadt (Cidade Antiga).

Getreidesgasse

Esta é uma das principais ruas comerciais de Salzburgo e é bastante charmosa.

Como fui no verão, estava sempre lotada.

A identificação das lojas é feita sempre com uma placa de ferro, é uma lei em Salzburgo.

Roteiro Europa Central
Coloque Salzburgo no seu roteiro, você não irá se arrepender

É muito comum ver lembranças com temas baseados em Mozart, afinal ali é sua cidade natal.

Casa de Mozart

No número 9 da Getreidesgasse fia a casa onde Mozart nasceu e morou até os 17 anos.

Mozart Geburthaus
A casa onde o famoso compositor nasceu

Clique aqui e veja o horário de funcionamento e valores para visitar o museu.

Fortaleza Hohensalzburg

A tradução de Salzburg é “Fortaleza do Sal”, já que a cidade era um importante hub comercial e cobrava pelo sal que passava por ali.

A Fortaleza de hohensalzburg tem parte de sua história ligada à comercialização do sal.

Fortaleza Hohensalzburg
A fortaleza sempre presente em Salzburgo

É um castelo enorme, com bonitas vistas da cidade. Existem diversas salas que podemos visitar.

Fortaleza Salzburgo
Escutando as explicações e admirando a bela Salzburgo

No valor do ingresso está incluso um áudio-guia, o qual ajuda muito a entender os lugares.

Castelo de Salzburgo
Dentro do castelo tem muito o que ver

O acesso ao castelo pode ser feito a pé ou de funicular.

Eu fui a pé, mas acabei de arrependendo, a subida não é tão puxada, mas como tinha andado muito pela cidade fiquei moído depois.

Funicular Salzburgo
Subi a pé, mas voltei de funicular

Confira aqui os valores e horário de funcionamento.

Petersfriedhof – Cemitério de São Pedro

Exatamente aos pés da Fortaleza Hohensalzburg  fica o cemitério mais antigo de Salzburgo.

Conheci sem querer, porque nem sabia da existência do mesmo.

Cemitério Salzburgo
O cemitério e a vista espetacular da fortaleza

É um cemitério bem bonito e tinha muitos turistas por lá. Existem túmulos que foram cavados nas rochas da fortaleza. Aliás, as fotos dali ficam impressionantes, pois a Fortaleza se ergue imponente desde ali.

Existem duas bonitas capelas que podem ser visitadas.

Tem uma lista dos “famosos” que estão enterrados lá, a maioria deles ligados à arte, bem como familiares de Mozart.

Kapitelplatz

Uma importante e bonita praça que se estende desde a catedral à Fortaleza.

Ali também tem uma bonita fonte, a Kapitelschwemme, onde os turistas sempre jogam moedas.

Kapitelplatz
A famosa Sphaera com a escultura de um homem observando a fortaleza domina o centro da praça

A bonita praça, em Barroco, é ladeada por importantes edifícios, alguns palácios que foram moradias de arcebispos de Salzburgo.

Residenzplatz

A menos de 2 minutos de caminhada da Kapitelplatz, chegamos a Praça da Residência.

Aí também vemos bonitos edifícos, porém a grande atração é a enorme fonte no meio da praça, considerada a maior, em estilo barroco, do mundo.

Residenzplatz
A Residenzplatz e a enorme fonte barroca

Como estava sozinho posicionei o celular na mochila pra conseguir uma foto minha na fonte. Infelizmente não consegui uma foto boa.

Desvantagens de viajar sozinho.

Catedral de Salzburgo

A Salzburger Dom é em estilo barroco do século XVII. A catedral foi reerguida após a anterior passar por 8 incêndios.

Mozart foi batizado aí.

Catedral de Salzburgo
Edifício do século XVII em estilo italiano
Catedral de Salzburgo
O belo interior da Catedral de Salzburgo

Existem belas pinturas e esculturas em sua entrada, ali próximo também fica uma bonita fonte de bronze.

Eu tinha comprado um lanche de salsicha e um refrigerante em umas barraquinhas ali por perto, e sentei nas escadarias para comer.

Barraca de Salsicha
Os diversos tipos de salsicha na Áustria

Aí resolvi deitar um pouco, me apoiando na mochila. Deixei os papéis do lanche e a embalagem do refrigerando ao meu lado para jogar no lixo depois.

Acho que dormi umas duas horas. Quando acordei, percebi que alguém tinha pegado o lixo (mas eu ia jogar na lixeira viu, sou educado kkkk)

Esta é a vantagem de viajar para um país seguro como a Áustria. Eu nunca faria isso no Brasil, pois poderia acordar até em outro lugar.

Caminhando por Salzburgo

Enfim, não quero resumir Salzburgo numa lista de “coisas para fazer”.

O que mais gostei da cidade foi simplesmente caminhar por ela.

Ruas de Salzburgo
Caminhando por Salzburgo e descobrindo cada cantinho

Adorei ficar sentado às margens do rio vendo as torres da igreja e o castelo, bem como os barcos passeando por ali.

Um dos lugares que mais gostei foi o Gstatten Tor, um dos portões de acesso a cidade.

Atravessando o mesmo, me deparei com vários edifícios em tons pastéis construídos abaixo de uma rocha.

No topo dos edifícios estão descritos o ano em que os mesmos foram construídos e quando foram reformados. Observei um que foi construído em 1406 e reformado em 2006.

Ruas de Salzburgo
As charmosas ruas de Salzburgo

Mas pode ser que você vá e não ache nada demais. Viagens são percepções pessoais.

Às vezes os grandes monumentos não encantam, e uma pequena praça, escondida, nos chama mais atenção.

Quantos dicas ficar em Salzburgo

Tudo depende do seu roteiro.

A cidade combina bem com um roteiro Áustria-Alemanha, mais especificamente na região da Baviera.

Em um dia se conhece as principais atrações. Porém, você pode usar Salzburgo como base para conhecer outros lugares, precisará de mais.

Alguns day trips: Hallstatt, Ninho da Águia, Lago Konigssee, Gosausee e Glaciar Dashstein.

Hallstatt
Hallstatt é tão linda, que parece um cenário de conto de fadas

Um carro ajuda muito em Salzburgo e muitos lugares estão a menos de 40 minutos da cidade.

Salzburgo fica a 145 km de Munique, e é muito comum day trips para a cidade austríaca.

Não aconselho muito, mesmo que não queira conhecer a região de Salzburgo, acho legal dormir uma noite por lá.

Eu fiz a viagem Salzburgo – Munique de FlixBus, conto tudo aqui.

Paguei 7 euros e a viagem demorou umas duas horas.

O Flixbus sai de uma rua atrás da estação de trens de Salzburgo. É uma rua normal, sem nenhuma identificação e bancos, se quiser sentar, será na sarjeta mesmo.

Ponto Flixbus
Todo o glamour de uma viagem para a Europa termina quando a gente senta na calçada pra esperar o busão

Caso opte por ir de Flixbus, basta colocar no Google Maps “Flixbus” que ele indica certinho.

Durante a viagem para Munique policiais entraram no ônibus e verificaram todos os passaportes. Também perguntaram o motivo de estar indo para a Alemanha.

É isso caros leitores, espero que as dicas sejam úteis.

Qualquer coisa é só escrever. Já falei pra vocês que adoro receber perguntas dos roteiros ?

Boa viagem sempre!!

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *