Heidelberg, a cidade mais romântica da Alemanha: veja como ir e o que fazer

Heidelberg apareceu nas minhas pesquisas quando comecei a montar meu roteiro para a Alemanha. Confesso que até então não sabia nada sobre a cidade.

Heidelberg
Heidelberg vista da antiga ponte

Minha primeira cidade do roteiro foi Frankfurt, e decidi ficar dois dias na cidade.

Conheci a cidade no primeiro dia. Aliás tenho um artigo com um roteiro de um dia por lá, e no outro fiz um day trip para Heidelberg.

Tem uma escala em Frankfurt e quer um roteiro por lá ? Clique aqui.

Por que Heidelberg – Alemanha ?

A princípio fiquei impressionado com as fotos da bonita cidade no Vale do Rio Neckar.

Porém, fiquei ainda mais curioso porque li que Heidelberg foi poupada dos bombardeios da Segunda Guerra Mundial.

RUA-HEIDELBERG
As charmosas ruas de Heidelberg

Sendo assim, seu centro histórico permanece intocado, uma joia alemã.

A cidade ainda tem um castelo no alto de uma colina, o que a torna ainda mais especial.

Um pouco da história de Heidelberg

Heidelberg é uma cidade universitária, sede da mais antiga universidade da Alemanha, fundada em 1386.

Porém, a tradição ainda se mantém, a cidade é famosa pelo seu curso de Medicina.

rio-neckar
O bonito Neckar, que atravessa a cidade

Heidelberg também foi importante durante a Reforma Protestante, e Martin Lutero teria ficado um tempo por lá.

Onde fica Heidelberg

É possível encaixar uma visita à cidade de várias formas, já que a mesma é próxima à importantes e grandes centros:

Frankfurt – 90Km

Stuttgart – 125Km

Munique – 343Km

Sendo assim, Heideberg combina para quem está a trabalho em Frankfurt, pela Rota Romântica ou mesmo viajando pela Baviera.

Existem várias formas de chegar à romântica cidade. Eu optei por um day trip desde Frankfurt.

Foi tudo muito fácil. Em um dia é possível conhecer as principais atrações da cidade.

antiga-ponte
O Castelo de Heidelberg visto da antiga ponte

Outros indicarão uma noite por lá. Tudo isso depende do seu tempo, mas de forma geral, um day trip já é uma opção bastante interessante.

Fiz a viagem de ida e volta pela FlixBus

Aliás, tenho várias dicas sobre como viajar barato com a FlixBus, clique aqui.

Como ir para Heidelberg de ônibus

A FlixBus tem vários horários entre Frankfurt e Heidelberg. Usei a FlixBus pois foi a forma mais barata. Paguei 6,99 euros a ida e 4,99 euros a volta.

O local de saída dos ônibus da FlixBus em Frankfurt é perto da Estação Central, a Hauptbanhof.

Porém, os ônibus não saem de dentro da estação, mas sim de uma rua praticamente ao lado.

Olhando para as plataformas de embarque dos trens, ande à sua esquerda até sair para a rua, aí vire à direita e depois à esquerda. Caminhando um pouco verá um enorme pátio, é dali que partem os ônibus.

Estação de ônibus
O lugar de onde saem os ônibus da FlixBus em Frankfurt

Não é uma rodoviária e quase não tem estrutura, existe apenas uma pequena parte coberta com alguns bancos.

Em cada plataforma existe uma tabela com os destinos, aí procure por Heidelberg.

Lembre-se que Heidelberg não é um ponto final. Por exemplo, o ônibus que peguei ia até Lyon, fazendo uma parada em Heidelberg.

O ônibus te deixará numa rua perto da Estação Central . Dali até o centro histórico são 3 Km.

Eu fui a pé, e não teve muito erro, bastou encontrar o rio e seguir toda vida até ver a Antiga Ponte de Heidelberg, numa caminhada de 40 min.

Mas é possível tomar o S-Bahn até a estação Altstadt. Os ônibus 32, 33 e 34 também te levarão até o centro histórico.

Como ir de trem para Heidelberg

Existe um trem direto entre Frankfurt e Heidelberg, o tempo é igual ao do ônibus, ou seja, 1:30. Porém é bem mais caro, 25 euros.

O que fazer em Heidelberg

A Antiga Ponte

Acho legal começar o passeio pela antiga ponte, a Alte Brucke.

Dali podemos ver a bela cidade à nossa frente.

Observe as estátuas de Karl Theodor e Minerva. A ponte é de circulação exclusiva para pedestres.

alte-brucke
A Antiga Ponte é um cartão postal de Heidelberg na Alemanha

A cidade com suas casas antigas é bastante fotogênica, e para completar, ainda tem um castelo no alto de uma colina.

Portão da Ponte – o Bruckentor

A ponte nos leva ao coração da cidade antiga, e a cidade tem um lindo portão de entrada.

Portão de Heidelberg
O Antigo Portão era uma espécie de pedágio no passado

Duas torres foram este belíssimo monumento, o qual no passado era usado como um pedágio para estrangeiros.

O Macaco de Heidelberg

Logo ao sair da ponte e virar à direita, uma escultura de um macaco chama a atenção. Não será difícil achá-la, pois sempre tem muita gente tirando fotos.

A escultura é relativamente nova, de 1977, mas remete a outra que existia na cidade no século XVII.

macaco-heidelberg
O macaco da sorte

O macaco usa a máscara e tem um espelho nas mãos. Diz a lenda que se tocar no espelho teremos dinheiro, já o toque nas patas garante a volta à Heidelberg.

A lado do gato, quase escondido, tem um escultura pequena de dois ratos, os quais significam a fertilidade.

Ruas de Heidelberg

Agora é momento de caminhar pelas ruas sem roteiro.

Heidelberg é animada, cheias de restaurantes e lojas. A primeira rua, logo após a ponte, já mostra isso.

Heidelberg
Caminhando pela simpática cidade

Logo no final da rua, depois de atravessar a ponte, já vemos a torre da igreja do Espírito Santo.

Igreja do Espírito Santo

Da ruazinha já vemos a imponente igreja, a mais linda de Heidelberg.

Esta igreja tem uma história bastante interessante, pois no passado a mesma chegou a ser usada por católicos e protestantes, porém, desde 1936, a Igreja é exclusivamente protestante.

Igreja
Igreja Protestante ou Católica ?

No começo fiquei meio perdido na Alemanha, pois não sabia quando uma igreja era católica ou protestante,

No entanto existem diferenças básicas, por exemplo: não veremos imagens nas igrejas protestantes.

Quer saber um pouco mais sobre a Reforma Protestante ? Clique aqui.

Marktplatz: A Praça do Mercado

Atrás da igreja fica a Praça do Mercado.

Marktplatz
A Praça do Mercado e seus restaurantes

Foi ali que escolhi para almoçar e ficar admirando a bela arquitetura da cidade. No meio da praça observe a bonita Fonte de Hércules.

Fonte de Hércules
A estátua de Hércules na Praça do Mercado

Sente-se por aí nem que seja para uma água, eu acabei almoçando. Mas é  super turístico e o preço sempre inflacionado.

Mesmo assim, valeu a experiência.

É também nesta praça que acontece o Mercado de Natal, o evento tão comum em várias cidades da Alemanha.

Ai nessa praça também está localizada a Prefeitura de Heidelberg, na direção oposta à igreja.

O Castelo de Heidelberg

A cidade é super bonita, e o castelo a faz ainda mais especial.

Vale lembrar que parte do castelo do século XVI está em ruínas, pois entre 1689 e 1693 o mesmo foi destruído por soldados franceses.

O preço para entrada no castelo é de 8 euros e dá direito ao funicular. Caso decida subir a pé, não existe nenhum tipo de desconto.

Acesso castelo Heildelberg
Aviso deixando bem claro; a pé ou de funicular é o mesmo preço

Veja maiores informações sobre visita no site oficial do Castelo de Heidelberg.

O ingresso permite acesso aos jardins, aos mirantes, a uma antiga farmácia alemã e ao enorme barril de vinho.

Quando digo enorme, é grande mesmo. O barril poderia armazenar 219.000 litros de vinho.

Grande barril de vinho
Acho que eles tinham medo de ficar sem vinho, né ?

Apesar das atrações serem interessantes eu cheguei à conclusão que, salvo algumas exceções, os castelos são mais interessantes vistos de fora do que de dentro.

Ruínas castelo
Apenas parte do castelo foi reconstruída e as ruínas permanecem lá como testemunhas da história

Cheguei a esta conclusão quando conheci o Vale do Loire na França. Os castelos eram incríveis na paisagem, mas sem sempre valia a pena conhecer o interior dos mesmos.

O que mais gostei do Castelo de Heidelberg foram as incríveis vistas para a cidade.

Vista Heidelberg
A incrível vista da cidade deste o castelo

Kornmarkt

Esta é outra bonita praça de Heidelberg, talvez a que mais tenha gostado. Achei interessante a vista do castelo e a estátua de Nossa Senhora.

Kornmarkt
Mais uma bonita praça da cidade

Esta estátua foi colocada aí para atrair as pessoas ao Catolicismo, numa época onde a Igreja Católica perdia espaço para os Protestantes.

Hauptstrasse – a rua do comércio de Heidelberg

Esta á a rua principal da cidade, que começa ao lado da Igreja do Espírito Santo.

É um grande calçadão com muitas lojas e atrações. Observe no mapa que o mesmo está paralelo ao Rio Neckar.

Eu cheguei no centro antigo de Heidelberg a pé, como tinha falado anteriormente, e caminhei às margens do rio.

Aí voltei por esta rua, que tem aproximadamente 1,8 km. O legal é que, se distanciando da parte mais turística, vamos encontrando opções mais interessantes e mais econômicas para almoçar, comprar lembrancinhas, etc.

É uma caminhada bem gostosa, a cidade é vibrante e é sempre bom ficar atento aos becos e ruazinhas que a cruzam.

ruazinhas
As simpáticas ruazinhas da cidade

Numa das travessas desta rua fica a JesuitenKirche, uma bonita igreja católica. Confesso que estava muito cansado e não fui conhecê-la, mas fica a dica.

Dicas do Viajante Curioso

Heidelberg é uma cidade super bonita e cabe bem num day trip de Frankfurt. Mas sabe que poderia ter feito o inverso ?

Ficar em Heidelberg e fazer um day trip para Frankfurt também é uma opção, pois a cidade tem mais atrações e é mais interessante.

Sem contar que o acesso é super fácil, e se preferir, é possível ir para Heidelberg direto do aeroporto de Frankfurt, tanto de trem, como de FlixBus.

É bem tranquilo conhecer Heidelberg num day trip. Eu apenas evitaria os 3 Km que fiz a pé, entre a estação de trem e o centro antigo, e assim guardaria energia para conhecer a cidade.

Foi interessante ter ido a pé, mas estava um calor danado. Eu gosto de andar, mas se você não é muito fã o ideal é ir de ônibus.

A vantagem de ir a pé é conhecer a Heidelberg “fora do eixo turístico” e contemplar o Rio Neckar.

Gostaram das dicas ?

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *