Trolltunga, Noruega: como é o famoso trekking, dicas, informações, deslocamentos e onde ficar

A Noruega é um daqueles países encantados. Suas paisagens formadas por montanhas nevadas, vilarejos, lagos e fiordes formam um dos destinos mais bonitos do mundo.

Um paraíso para os amantes de trekking, o país se destaca por três incríveis trilhas: a Kjeragbolten (pedra entalada), Preikstolen (Pedra do púlpito ou Pullpit Rock) e a famosa Trolltunga, que significa Língua do Troll, a qual falarei neste artigo.

A formação rochosa é uma plataforma que se projeta sobre o lago Ringedalsvatnet. O visual da pedra é incrível, é lá onde as pessoas sentam na pontinha para a famosa foto com os pés balançando sobre o abismo.

Trolltunga - Noruega
Criando coragem para ir até a ponta

Muitos viajantes vão à Noruega única e exclusivamente pelas três trilhas, mas eu não quis ir a Kjeragbolten pois já  tinha lido que precisa de coragem para subir naquela pedra entalada. Eu não tenho tanto medo de altura, mas resolvei deixar essa para uma próxima.

Como fui para a Noruega

Decidia férias com minha parceira de viagem.  Ela queria ir pra Portugal e eu para Alemanha, mas ambos queriam Noruega.

E assim fizemos, ela foi pra Lisboa e eu para Berlin, depois nos encontramos em Oslo, capital da Noruega.

Vigeland
O Vigeland é um interessante parque de esculturas em Oslo

Fizemos um roteiro de 9 dias passando por Oslo, Alesund, Geiranger, Bergen, Flam, Trolltunga, Preikstolen e Stavanger. De lá voamos para Polônia e conhecemos Gdansk, Varsóvia, Cracóvia e o Campo de Concentração Auschwitz.

Um pouco sobre a Noruega

A princípio, tenho que dizer: É CARO!! A Noruega foi de longe o país caro que visitei, e não diria somente caro, mas proibitivo para quem não é milionário como eu.

Tudo é absurdamente uma fortuna: ônibus, hotéis e comida. Aliás, comida foi um problema por lá. Qualquer jantar em um restaurante simples custava o equivalente a 200 reais.

banana
Duas bananas por R$ 5,20

Por sorte, nos hostels e hotéis que ficamos, o café da manhã era muito bom. Em alguns tivemos até salmão defumado.

Porém, existe a 7 Eleven, que é uma loja de conveniência com lanches e salgados por um precinho melhor.

Não é tão barato assim mas eu me virava com o cachorro quente sem graça deles, o qual custava o equivalente a uns 10 reais. Entenda que é um pão com salsicha, só isso.

cahorro quente
Quebrando o galho com o cachorro quente da 7Eleven

Outra questão do país é referente às cidades. Todas muito desertas, com pouca gente na rua.

Em muitos momentos me sentia numa cidade deserta. Oslo e Bergen são mais cosmopolitas, porém mesmo nessas, saindo um pouco do centro, não vemos muita coisa não.

Assim, parecia que faltava vida, mas no sentido de pessoas, festas, bares e etc . Já em relação à natureza foi o país que vi o casamento perfeito entre urbano e verde.

É muito comum ver aqueles telhados onde eles plantam grama.

As viagens eram sempre cinematográficas. De repente, na estrada, víamos uma enorme cachoeira que despencava água da montanha e chegava a molhar os carros que ali passavam.

Estradas da Noruega
Tirei esta foto de dentro do ônibus quando ia para o Fiorde Geiranger

Os lagos, fiordes  e montanhas fazem de qualquer viagem de ônibus um passeio panorâmico.

Como ir para o início da trilha da Trolltunga

Muito provavelmente, se estiver planejando uma viagem para Noruega, Bergen estará no seu roteiro. A bonita cidade tem o Bryggen que é um porto antigo com casas do período Hanseático, ou seja, estamos falando do século XII.

Bryggen - Bergen
A histórica região do Bryggen em Bergen

Além disso, a cidade tem belas praças e um funicular que leva os turistas para uma montanha com belas vistas para a cidade, o Floibanen.

Estando em Bergen precisamos tomar um ônibus para Odda, cidade que dará acesso ao início da trilha.

Eu usei muito este site de ônibus na Noruega e consegui planejar tudo por ele.

Informe-se sobre a estação de ônibus em Bergen, e caso esteja hospedado mais para os lados do porto, onde é bastante turístico, será apenas uma caminhadinha até lá.

Os ônibus são muito bons e confortáveis. A viagem demora 3:40 e o preço foi de 302 krones, aproximadamente 130 reais.

Caso vá a Preikstolen depois da Trolltunga, existe um ônibus expresso que liga as duas atrações. Consulte Bus between Trolltunga and Stavanger.

Odda

Chegamos no início da noite numa cidade que parecia fantasma. Em Odda vi empresas, pois até então não tinha visto nenhuma na Noruega.

Saímos no terminal rodoviário procurando nosso hostel, mas sem ninguém na rua estava ficando difícil conseguir informações. De repente subimos um morro que acompanhava um rio com uma correnteza muito forte. Paramos por ali sem saber direito onde ir.

Pedimos informações para um senhor mas ele não falava inglês. Até que minha amiga tomou a frente da conversa e conseguiu duas palavras do simpático norueguês: yellow bridge. Como estávamos perto de um rio imaginamos que teria uma ponte e uma casa amarela, onde seria nosso hostel. Deu certo!!

Neste artigo conto como são os Problemas de idioma em viagem.

Onde ficar em Odda

A opção mais econômica que encontramos foi o Trolltunga Hostel, onde um cama num dormitório misto em beliches, sai em torno de 217 reais.

Trolltunga Hotel
Uma das opções mais econômicas de Odda

O hostel parece que fica num lugar interessante pois tem lagos e montanhas, mas como chegamos a noite e saímos cedo para a trilha da Trolltunga não vimos nada, já que depois da trilha fomos direto à estação de ônibus e voltamos à Bergen.

Foi  bastante cansativo, pois chegamos tarde da noite, acordamos cedo, fizemos a trilha e depois enfrentamos as 4 horas de viagem.

O hostel é organizado, limpo e com banheiros bons. Grande parte dos hóspedes que estão lá farão o famoso trekking para a Trolltunga.

O próprio hotel dá todas as informações sobre como chegar ao início da trilha, já que não está próximo ao centro de Odda.

Como ir do hostel ao início da trilha

O hotel te dará as informações sobre isso, mas funciona assim: o inicio da trilha fica a 7Km de Odda, aí toma-se um ônibus e este te deixa em outro ponto onde haverá uma van. Esta van te deixará no estacionamento do início da trilha. O preço total foi de 85 krones.

Se você, como nós, pretende viajar depois da trilha, é melhor levar toda a bagagem e deixar guardada em uma loja de materiais esportivos no estacionamento no início da trilha, eles cobram uma pequena taxa, porém todas as malas são etiquetadas e é seguro.

Na volta é possível tomar uma van direto para o terminal no centro de Odda, o preço foi de 100 krones.

Como é a trilha

É um trekking de nível difícil e exige preparo. Você não precisa ser esportista, mas digamos que pede um esforço razoável.

Vou contar meu condicionamento físico e digo que fiz e me senti bastante cansado, mas nada impossível.

Caminho muito, faço academia 5 vezes por semana e já fiz muitas trilhas mas atualmente dei uma parada. A questão é que o turista precisa ter experiência de respiração, de ritmo, saber como pisar sem prejudicar o joelho e noções para caminhada em terra, pedra, gelo e neve, pois você encontrará tudo isso, mesmo no verão.

Outra questão é quanto à roupa e calçado. Você precisa sim de algo específico para trilhas, de preferência botas com tratamento impermeável, calça própria, jaqueta e stick, caso te dê mais confiança.

No inverno precisará de roupas em camadas, com segunda pele, fleece e corta vento.

Com roupas e calçados específicos você terá muito mais segurança para a trilha.

A grande dificuldade, ao meu ver, é a elevação da trilha nos primeiros 4,3 Km. Acontece que saímos de uma altitude de 500 para 1250, ou seja, é morro acima num exercício intenso.

Gráfico elevação trekking Trolltunga
O começo da trilha exige concentração e esforço

 

Vi pessoas subindo correndo, mas eu fui com calma, cuidando para apoiar o pé no lugar correto e tomando fôlego. Esta sem dúvida é a parte mais difícil.

Depois dos 4.3 Km a trilha é praticamente plana e bem mais fácil. Existem poucos trechos com obstáculos, porém tive que atravessar uma parte nevada, onde quase levei um tombo.

Sabe quando o gelo forma uma cama fina e a gente pisa e afunda ? Pois é, aconteceu comigo e minha perna toda entrou num buraco.

A sorte foi que enfiei só uma e consegui sair sem me machucar. Tomem muito cuidado com isso, observem bem o solo, joguem pedra e vejam se não é uma camada fina de gelo ou se é escorregadia.

A trilha é bem sinalizada, mas nem precisaria, pois tem bastante gente. A cada quilometro tem uma placa com um desenho de um Troll mostrando quando você andou e quanto falta. Em muitos trechos existe um T vermelho pintado em pedras e árvores.

Indicação trilha Trolltunga
Este Troll foi bem motivacional, pois toda vez que o via sabia que um trecho tinha sido cumprido

A sinalização ajuda muito, pois a gente comemora cada quilometro percorrido. Lembrando que o trekking todo tem 22 Km (ida e volta).

Apesar da Trolltunga ser a grande expectativa da trilha não se esqueça que está caminhando pela bela região de Hordaland, onde vemos fiordes e rios cristalinos onde podemos beber água.

Trekking para Trolltunga
Curta a trilha pois as paisagens são de tirar o fôlego

O grande conselho é manter seu ritmo, e é altamente aconselhável que comece a trilha cedo, logo as 8, para não correr o risco de ter que caminhar depois do escurecer na volta. No verão é bem mais fácil, pois o por do sol ocorre só depois das 22.

Conforme as placas vão indicando que estamos perto a ansiedade vai tomando conta da gente, quando de repente a Trolltunga aparece imponente.

Fiquei um tempo ali admirando aquela formação rochosa interessante e vendo as pessoas tirarem fotos na pontinha da pedra. Uma menina fazia top less, outro deitava e casais se beijavam. Enfim, todos comemorando o objetivo alcançado.

Trolltunga
Fiquei um tempo só admirando a paisagem

O legal é que todo mundo pode ir até a ponta da pedra sozinho e conseguir uma foto sem outro turista por perto. É super organizado pois a galera faz uma fila e um a um caminha até a pontinha da Trolltunga.

Todos respeitam e você tem tempo necessário para tirar foto. Existe um lugar ideal para pegar o melhor ângulo. Tanto é que a minha amiga e eu revesamos e fomos duas vezes até lá porque queríamos mais fotos.

Língua do Troll na Noruega
Confesso que não consegui ficar com o pé pra fora

Gente, tudo ali próximo é um grande abismo e não existe proteção alguma, caiu, babau. Lembrem-se que já ocorreram mortes por lá.

A Trolltunga é projetada numa altura de 700m sobre o lago. Em termos de comparação, lembre-se que o Burj Kalifa em Dubai tem 828 metros. Alto hein!!

Aí é momento de descansar, comer alguma e curtir a paisagem.

O próprio hostel vende lunch box para a trilha, mas caso prefira pode comprar em um mercadinho no dia antes, nas proximidades da estação rodoviária de Odda.

Depois de babar no visual é hora de voltar. Em trilhas é sempre bom tomar cuidado com os tempos de descanso, porque bate aquela preguiça e tem que monitorar.

Pedras Trolltunga
Hora de voltar e admirar mais um pouco a paisagem

E ainda faltavam 11 km !

Durante a volta encontrei uma japonesa que tinha caído e desconfio que estava com a perna fraturada. Ela chorava de dor e seu marido tentava acalmá-la.

Ela não conseguia mais andar, aí fiquei pensando como a resgatariam, já que não existe nenhuma estrutura em todo o percurso com guardas, guias ou qualquer outro tipo de suporte.

Ao entrar na trilha existem placas dizendo que é nossa responsabilidade. Depois que encontrei a turista japonesa, cheguei no trecho onde a descida é bem inclinada, nos últimos 4.3km. Senti muita dificuldade, pois como todos sabem o joelho é uma parte bastante exigida em descidas.

Aí neste trecho pensei que seria impossível a japonesa seguir a trilha, ou seja, teriam que colocá-la em uma maca e trazê-la ou resgatá-la de helicóptero. Não pude ajudar em nada e fiquei preocupado.

Não digo isso para desestimular a trilha, mas só depois que estava lá percebi os riscos. Então, quando forem, usem roupas e botas adequadas e procurem ir em grupos. Caso não tenha muita experiência com trekking prepare-se antes ou vá com alguém mais treinado.

Bom, demorei 12 horas para todo o percurso, o tempo previsto é de 8 as 12. Mas realmente tive dificuldades no último trecho.

Dicas do Viajante Curioso

É uma trilha longa, leve lanche. Leve água também mas no percurso tem alguns lugares para reabastecer.

Eu fiz um roteiro muito corrido, pois cheguei no hostel as 10 da noite para começar a trilha no outro dia.

O ideal é ir com mais tempo, porque realmente foi cansativo, e também gostaria de curtir mais o Trolltunga Hostel, pois tem um lago e uma bonita vista para as montanhas.

Odda é uma cidade fantasma e sem indicações. Depois da trilha não encontramos nada aberto e tivemos que nos contentar com uma pizza ruim e cara na estação de ônibus.

Como falei, existe um ônibus expresso entre Trolltunga e Preikstolen. Eu não o usei porque da Trolltunga fui conhecer Bergen e de lá Stavanger.

Se prepare financeiramente para a Noruega e se puder procure hostels onde possa cozinhar, os preços dos restaurantes são exorbitantes.

É possível trocar reais por krones na DNB, encontrei uma loja no aeroporto de Oslo.

Cuidado na trilha, imprevistos podem ocorrer, mas estes diminuem consideravelmente quando nos preparamos com roupas, botas e equipamentos.

Não é necessário guia, mas caso se sinta mais seguro, existem agências que levam os turistas até lá, a Trolltunga Active é uma delas.

O começo da trilha é difícil e puxado, é como se estivéssemos subindo uma escada. Tanto na ida quanto na volta é o trecho que mais merce atenção.

Caso tenham alguma dúvida deixe um comentário. Quando fui à Noruega tive dificuldades em encontrar informações, sendo assim estou à disposição, certo ?

** Este artigo não recebeu nenhuma espécie de patrocínio e reflete as opiniões pessoais do autor.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *