Bratislava: o dia que me arrependi de ter ido à capital da Eslováquia

Calma, este não é um artigo-crítica sobre Bratislava.

Na verdade, me arrependi de ter ido por um dia apenas!!

Bratislava
A simpática Bratislava vista de uma das pontes da cidade

Continue comigo, que explico os motivos

O famoso roteiro Praga, Viena e Budapeste

Acharam Bratislava no roteiro ? Pois é, não!!

A pequena capital eslovaca é sempre colocada como um day trip de Viena, ou um pit stop entre a capital austríaca e Budapeste.

Cidade Antiga de Bratislava
As outras capitais ostentam, mas eu não deixaria Bratislava de lado

Por estes motivos, a cidade é como se fosse um brinde ao famoso roteiro pelas capitais imperiais da Europa Central.

Onde fica Bratislava

 A pequena capital fica praticamente no caminho entre Viena e Budapeste.

De Viena, são apenas 80Km, e de Budapeste, um pouco mais, 200Km.

Apesar de todo mundo citar a Eslováquia como Leste Europeu, o país, na verdade, faz parte da Europa Central.

Ruas do centro antigo de Bratislava
A proximidade de Viena e Budapeste, coloca Bratislava facilmente num roteiro pela Europa Central

Bratislava combina bem com roteiros pela Alemanha, Áustria, República Tcheca, Hungria e Polônia.

Aliás, uma amiga conheceu Bratislava, chegando da Polônia. Ela explorou a região dos Tatras, uma boa pedida para quem gosta de trekkings.

Como conheci a Eslováquia

Estava num roteiro pela Alemanha, Praga, Áustria e Budapeste. Fiz como a maioria faz, ou seja, dedicando um dia de Viena para conhecer Bratislava.

Fonte em Bratislava
Foi só um dia, mas fiquei com vontade de mais um

É muito comum este tipo de bate e volta desde Viena, já que vários meios de transporte ligam uma cidade a outra.

Como ir de Viena a Bratislava

Todas as opções são fáceis e práticas. É tranquilo ir por conta própria, porém existem excursões entre as duas capitais.

Ônibus

Esta foi a opção que escolhi, mas foi basicamente pelo preço. Usei a FlixBus, a famosa companhia de ônibus que liga vária cidades da Europa.

Paguei 5,49 euros a ida e 4,99 euros a volta, numa viagem de 1h10m.

Neste artigo conto tudo sobre a FlixBus, tem diversas informações importantes.

Viajar de ônibus pela Europa
Viajar de ônibus pela Europa é uma forma de economizar bastante nos deslocamentos

Não pense num ônibus super confortável, mas para uma viagem de pouco mais de uma hora, atendeu super bem.

Além do que, existem várias opções de horários.

Os ônibus da FlixBus saem do Terminal Internacional da Hauptbahnhof em Viena.

Estação Central de Viena
Estação Central de Viena

Não vi muitas indicações, mas faça assim: saia pela entrada principal, atravesse o terminal de ônibus nacionais e ande mais um pouco, logo verá o terminal da FlixBus.

Eles colocam indicações com os horários nos pontos.

Trem

Também existem vários horários e o tempo de viagem é praticamente o mesmo.

O trem é um pouco mais caro, aproximadamente 15 euros. Dá uma olhada nos horários aqui.

De barco pelo Danúbio

O bonito rio, que passa por três capitais: Viena, Bratislava e Budapeste,  também é uma opção.

Não vi muito coisa sobre um barco regular, mas sei que tem opções de excursões, onde os turistas vão de barco e voltam de ônibus/trem.

Deve ser uma experiência interessante, afinal o Danúbio é um rio icônico europeu.

Vale a pena pesquisar, existe uma linha regular (com mais saídas no verão) e excursões, as quais incluem uma volta por Bratislava.

A Blue Danube Tours opera este trecho.

Eu fui e voltei de ônibus porque queria uma opção econômica e prática, mas acho as outras interessantes também.

Como ir da estação da FlixBus ao centro histórico de Bratislava

A estação de ônibus de Bratislava é novinha e tem uma boa internet free.

Dali é possível tomar um ônibus para a Old Town, mas eu vi no mapa que era menos de 2Km, e como bom “batedor de perna”, fui a pé.

O caminho é todo plano e é praticamente uma reta, não tem erro.

Saindo da estação, vá para a esquerda. O Danúbio ajuda a orientar.

O caminho até a cidade antiga não é interessante. Percebe-se várias construções, com enormes prédios, numa parte mais comercial da cidade.

O que fazer em Bratislava

Confesso que deveria ter ficado uma noite por lá, pois faltou conhecer alguns lugares que achei interessante.

Outro fator, é que Bratislava é bem mais barata que Viena. Aliás, tudo deve ser mais barato que Viena. Cidade cara viu!!

Eu optei pelo Free Walking Tour, e eles têm diversas opções de passeios como: Old Town, Castelo, Tour Comunista e sobre a Segunda Guerra.

Free Walking Tour
Começando o Free Walking Tour com o simpático guia espanhol

Gostaria de ter feito todos, principalmente o Comunista, onde o tour te leva a construções “estranhas” que foram feitas na época da Cortina de Ferro.

Optei pelo Tour convencional, aquele que dá um panorama geral da cidade.

O tour sai da Hviezdoslavovo námestie, uma bonita praça com fontes. Ali também ficam os melhores hotéis da cidade.

Nesta praça, fica o Slovak National Theater.

Chovia, mas mesmo assim aproveitei bastante a Eslováquia

Quase na frente do Teatro, observe ruínas da antiga Presburg, primeiro nome da cidade.

Tem tour em inglês e espanhol. Quando fui tinha as duas opções saindo quase no mesmo horário.

Só tive que esperar um pouco, enquanto isso fui fazer um “lanchinho” para passar o tempo.

Começou a chover forte, mas mesmo assim iniciamos o tour. O bom é que foi somente uma pancada, e minutos depois o sol voltou a aparecer.

O tour passou pelos seguintes lugares:

Catedral de São Martinho

A igreja não estava aberta, mas foi interessante conhecê-la por fora. O guia nos mostrou uma marcação na rua, indicando o “Caminho Real”.

Catedral de São Martinho
A bonita Catedral de São Martinho no centro histórico de Bratislava

Até hoje em dia, existe uma festa onde as pessoas encenam um desfile imperial, lembrando a época quando, depois da coroação, os reis eram apresentados à cidade.

Detalhes nas ruas de Bratislava
Detalhes pelas ruas de Bratislava

Observe que a igreja se limita com uma grande avenida. É que Bratislava passou por um processo de modernização, onde mais de três quartos da cidade antiga foi demolido.

Most SNP

De quase toda Bratislava é possível ver esta curiosa construção ,que parece um disco voador. Também é conhecida como UFO Bridge.

A curiosa Ponte Ufo em Bratislava.

Lá no topo tem um restaurante e um deck de observação

Ruas de Bratislava

Continuamos caminhando pela charmosa cidade, o legal é que o guia vai mostrando cantinhos, que sozinhos talvez passariam desapercebidos.

Esquinas
Detalhes nas esquinas de Bratislava

Estátua “The Watcher”

Talvez seja um dos lugares mais fotografados de Bratislava. Esta estátua, representa um trabalhador observando o “movimento”.

Existem várias histórias sobre o Cumil, nome dado à estátua, uma que ele estaria olhando embaixo das saias das meninas e outras sobre um um cara que trabalha pouco e observa muito. Como numa crítica aos trabalhadores no Regime Comunista.

Estátua Bratislava
A estátua mais famosa de Bratislava – The Watcher

A estátua já causou acidentes com pedestres e carros, até que tiveram a ideia de colocar uma placa “Man at Work”, sinalizando a obra.

Old Town Hall

Passamos também pela Praça da Prefeitura, e o guia nos explicou que ali, acontece a tradicional feira de Natal da cidade.

Aliás, quero voltar para lá na época de Natal, não só na Eslováquia, mas em várias cidades da Europa, estas feiras são muito comuns.

Town Hall Bratislava
A bonita Praça da Prefeitura em Bratislava

Observe as tampas da rede de esgoto, cada uma delas tem um desenho diferente de Bratislava. Aliás notei isso em Budapeste também.

Michael´s Gate

O próximo ponto é um dos portões de acesso à cidade antiga.

Michael´s Gate Cidade Antiga Bratislava
Um dos portões de acesso à Antiga Bratislava

Talvez esta seja a parte mais charmosa da cidade. Depois de cruzá-la,  passaremos por uma pequena ponte ladeadas por bonitas estátuas.

Depois dali saímos para a cidade nova, digamos assim.

Cidade Nova

Nesta parte o guia nos explicou vários detalhes sobre como era a vida na época do Regime Comunista.

Depois disso caminhamos por esta parte nova da cidade, que não é exatamente bonita, porém interessante.

Estátuas em Bratislava
Observe a proporção das mãos e pés. Tudo isso para mostrar força e poder durante os anos comunistas

Existem prédios mal cuidados. Vale lembrar que a Eslováquia é um dos países mais pobres da Europa.

Quem assistiu “O Albergue” ? Este filme “sanguinário” conta a história de jovens que vão conhecer Bratislava e acabam “se dando mal”.

A história é supostamente passada em Bratislava, porém o filme foi gravado em Cesky Krumlov, na República Tcheca.

Dizem que, depois do filme,  o turismo despencou em Bratislava.

A Igreja Azul de Santa Isabel

Então seguimos para a simpática Igreja Azul, um dos símbolos da cidade. O bairro que a mesma se localiza é bonito, bem arborizado.

Igreja Azul em Bratislava
A Igreja Azul também é um dos símbolos da capital eslovaca

A Igreja é toda azul. Infelizmente, não pude conhecê-la por dentro, mas “espiando” pela porta, notei que até os bancos são na cor celeste.

Igreja Santa Isabel
Não disse que era tudo azul ?

O guia nos contou que, geralmente, até os noivos se vestem de azul, quando ali se casam.

Universidade de Bratislava

Continuamos caminhando até a universidade de Bratislava onde o guia nos explicou sobre as manifestações que ocorreram nos anos 80 contra o partido comunista.

Comenius University
A ponte, com o mirador, fica pertinho daí

Ali terminamo o passeio por Bratislava. Todo o tour demorou pouco mais de 2 horas.

O guia nos deixa num ponto estratégico, onde basta atravessar a avenida para ir a um ponto de observação numa das pontes sobre o Danúbio.

Vista de Bratislava
Um dos melhores panoramas de Bratislava é da ponte perto da universidade

Dali temos a vista linda para a cidade antiga e para o castelo.

Castelo de Bratislava

Como disse, existem vários tours, e eu optei por aquele que dá um panorama da cidade. Porém faltava conhecer o castelo.

Foi então que, depois de terminar o tour, comecei a subir as ruas do centro antigo até o Castelo.

Ruas a caminho do castelo de Bratislava
Subindo para o castelo pelas charmosas ruazinhas

As ruas são simpáticas, tem algumas lojas e cafés. Conforme vamos subindo, podemos ter panoramas diferentes de Bratislava.

Quanto cheguei ao castelo caiu uma chuva forte novamente, porém, mesmo assim, continuei passeando pela área.

Escadarias
O bonito zigue-zague das escadarias do castelo

Vale lembrar que este castelo foi praticamente reconstruído, já que o mesmo já tinha sido destruído e se encontrava em ruínas já no século XIV.

Não conheci o interior do mesmo, pois o que mais gostei foram as vistas e o parque que o rodeia.

Atrás do castelo tem um bonito jardim e vale um passeio por ali.

Jardins do Castelo
Conheci o bonito jardim quando a chuva deu uma trégua

Quando desci do castelo passei por outros mirantes, em um deles tínhamos vistas incríveis da cidade, da Igreja de São Martinho e da Ponte UFO.

Panorama de Bratislava
Voltando para a cidade antiga e vendo novos panoramas da cidade

Dicas importantes de Bratislava

Se você vai de day trip desde Viena precisa sair cedo. Eu comprei a ida para as 08:10 e a volta para as 17:40.

Foi tempo suficiente para conhecer todos os lugares acima.

O Free Walking Tour começou as 11 e terminou perto das 13. Depois disso,  fui sozinho para o castelo, dei uma volta e desci à cidade antiga para almoçar, relaxar um pouco e voltar à rodoviária para tomar o ônibus à Viena.

Minha dica é dormir na cidade ao menos uma noite, pois daí é possível conhecer o Devin Castle.

Devin Caste
As ruínas do Castelo Devin ficam às margens do Danúbio

Eu nem sabia da existência deste Castelo, mas devia ter me planejado melhor. Da cidade, existe um ônibus que nos leva até o mesmo.

Indo somente para um dia, não dá tempo de conhecer, a não ser que alguma excursão o faça, mesmo assim, acharia corrido.

Outra vantagem de ficar uma noite em Bratislava, é como um pit stop entre Viena e Budapeste, caso esteja fazendo este roteiro.

A estadia por lá é ainda mais interessante, porque vai sair bem mais barato que Viena.

Ou seja, dei bobeira.

Mas é para isso que servem os blogs, assim a gente divide informação, e você pode se planejar melhor que eu.

Onde comer em Bratislava

Não deixe de provar um dos pratos típicos da cidade: o Bryndozove, que é um tipo de nhoque com molho de iogurte e bacon, uma delícia.

Para acompanhar, experimente a Kofola. Uma espécie de Coca-Cola comunista.

É que na época do Comunismo, a Coca Cola era proibida por lá, aí foi criada uma versão eslovaca. É bem doce, mas não é ruim.

O famoso Bryndozove
O famoso Bryndozove

Almocei no Linos Bistro, preço bom e atendimento simpático. Localizado no centro histórico de Bratislava.

Gostaram do artigo ?

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *