Parque Dois Irmãos no Rio de Janeiro: mais um belo mirante da Cidade Maravilhosa. Clique aqui e saiba tudo sobre este parque

Toda a beleza da cidade do Rio de Janeiro se confirma quando a vemos do alto. São muitos os mirantes que proporcionam isso, porém o  Parque Dois Irmãos é uma opção tranquila aos famosos Corcovado e Pão de Açúcar.

De lá, entre decks, mirantes, montanhas e muita natureza podemos ver as praias do Leblon, Ipanema e Arpoador.

Escadas de pedra e o lindo visual desde o Parque Dois Irmãos
Escadas de pedra e o lindo visual desde o Parque Dois Irmãos

 

Neste artigo você vai ver

O Parque Penhasco Dois Irmãos. Clique Aqui
Como ir. Clique Aqui
Dicas do Viajante Curioso. Clique Aqui

 

O Parque Dois Irmãos

Este parque foi criado em 1992 em uma região de Mata Atlântica. A vista que temos do alto é privilegiada, pois o mesmo se localiza num lugar com vista completa para parte da zona sul do Rio de Janeiro.

Lembrando que o parque fica na parte baixa dos Dois Irmãos, que são aqueles dois picos que vemos de Ipanema, Leblon e Arpoador.

A vista dos decks
A vista dos decks

O acesso ao Parque Dois Irmãos é bem fácil e é tranquilo ir quando estiver pela Zona Sul.

Qual vista você quer ? Praia ou montanha ?

Qual vista você quer ? Praia ou montanha ?

O espaço é bastante organizado e limpo. Por uma estrada de paralelepípedo, entre as árvores, podemos acessar três estacionamentos, os quais darão acesso à diferentes partes do parque.

A estrada do Parque Dois Irmãos
A estrada do Parque Dois Irmãos
Um dos estacionamentos do parque
Um dos estacionamentos do parque

Além disso o lugar possui quadras de esportes, trilhas, área de recreação e bicicletário.

Caso queira ir pedalando tem lugar para prender a bike
Caso queira ir pedalando tem lugar para prender a bike
Parquinho para as crianças
Parquinho para as crianças

É possível caminhar entre as partes do parque. De forma geral, aconselha-se subir até o último estacionamento e ir descendo, porém é uma boa caminhada entre os estacionamentos superiores e o inferior.

A melhor forma de ir é  com carro mesmo. Eu fui de Uber até a parte mais alta e aí fui descendo.

Caminhar é sempre uma opção, porém prepare-se
Caminhar é sempre uma opção, porém prepare-se

Na parte mais alta existem decks de madeira dos quais temos a vista se descortinando à nossa frente. Além das praias podemos ver a Lagoa Rodrigo de Freitas, o Jardim Botânico e o Corcovado. Aliás tenho um artigo sobre como ir ao Corcovado de metrô e van, que ver ? Clique aqui.

No trecho mais longo um guarda do parque gentilmente me ofereceu uma carona numa das vans que fazem transporte de funcionários. Coisas de carioca, que sempre são super receptivos.

A paisagem entre a natureza
A paisagem entre a natureza

Os estacionamentos estavam quase vazios. Era uma sexta-feira ensolarada e acredito que este lugar não seja tão conhecido no Rio de Janeiro.

O próprio motorista do Uber me disse que tinha conhecido o parque há pouco tempo, e olha que foi inaugurado em 1992.

Acontece que olhando do Leblon, não temos ideia que ali, no sopé do Morro Dois Irmãos, tem mirantes.

Observe sempre a imponente montanha vigiando o Parque Dois Irmãos.

A montanha vista do parque
A montanha vista do parque

Não encontrei nenhum tipo de lanchonete lá, por isso é importante levar água e algo para beliscar caso vá para passar uma tarde. A estrutura de banheiros é boa.

Na parte inferior do Parque Dois Irmãos existe um painel de vidro homenageando os mortos no voo Rio de Janeiro – Paris, o qual tragicamente caiu em 2009.

Homenagem aos 228 mortos do Voo Air France
Homenagem aos 228 mortos do Voo Air France

Nesta parte conseguimos ver logo abaixo o Mirante do Leblon, também famoso e onde tem a ciclovia que acompanha a bonita Avenida Niemeyer.

Já estava salivando para tomar uma cervejinha lá embaixo
Já estava salivando para tomar uma cervejinha lá embaixo

Deste mirante observamos também a Comunidade do Vidigal.

A Comunidade do Vidigal abraçando o mar lá no fundo
A Comunidade do Vidigal abraçando o mar lá no fundo

No parque existem existem esculturas de aço que foram desenhadas por Oscar Niemayer.

Obra de Arte no Parque Dois Irmãos
Obra de Arte no Parque Dois Irmãos
Escultura no Parque
Escultura no Parque

Voltar ao início. Clique Aqui

 

Como ir

O acesso é através da Rua Aperana no Leblon, no final desta rua começa uma estrada em zigue-zague até a portaria do parque. É um trecho íngreme e para quem gosta de caminhada pode ser uma boa.

A Rua Aperana no Leblon
A Rua Aperana no Leblon

Eu estava na Gávea e fui para lá de Uber, o qual custou R$ 8,00 (Novembro/2018).

Chegando na portaria, logo se vê um estacionamento e a primeira parte do parque. Eu optei por subir mais para conhecer a parte mais alta.

A portaria do parque
A portaria do parque

Não tive problema algum em chamar o Uber de dentro do parque, o mesmo chegou em menos de 5 minutos.

Voltar ao início. Clique Aqui

 

Dicas do Viajante Curioso

A visita ao Parque Dois Irmãos cabe bem depois de um dia de praia no Leblon, no entanto procure controlar o horário pois o parque fica aberto entre 08:00 h e 17:00 h. O site Visit Rio tem informações oficiais. Apenas lembre-se que não abre às segundas.

Também é legal ir à tarde pois a luz estará melhor para fotos, iluminando toda a paisagem.

O Parque parece encontrar o mar
O Parque parece encontrar o mar

Existe um badalado restaurante, o qual somente funciona com reserva, onde o acesso é através do parque, atravessando o mesmo chega-se a uma estrada de terra até a entrada da Comunidade, e aí o Restaurante Chácara do Céu encanta os turistas com uma vista fantástica da cidade.

Se quiser visitar os decks na parte superior você pode pedir para o motorista te deixar no último estacionamento caso vá de Uber.

Uma boa caminhada separa a parte superior da parte inferior do parque, a qual é mais bonita ao meu ver. Sendo assim é preciso organizar isso caso esteja sem carro.

Não é aconselhável sair pelas trilhas ou caminhar fora das áreas do parque.

Da parte baixa do parque é possível ver o Mirante do Leblon. Fica como dica dar uma volta por lá após a visita ao parque e tomar um suco ou uma cerveja nos quiosques. O Uber entre o Parque Dois Irmãos e o Mirante do Leblon não sai mais que R$ 8,00 (Novembro/2018).

Curtindo o Mirante do Leblon depois de uma caminhada pelo Parque Dois Irmãos
Curtindo o Mirante do Leblon depois de uma caminhada pelo Parque Dois Irmãos

Não li nenhuma proibição quanto à pic-nic, sendo assim pode ser uma dica para curtir o parque com os amigos.

E aí, gostaram de mais esta dica da Cidade Maravilhosa ? Compartilhe este artigo com seus amigos.

Saudações do Viajante Curioso!!

O Viajante Curioso
O Viajante Curioso

Voltar ao início. Clique Aqui

 

** Este artigo não recebeu nenhuma espécie de patrocínio e reflete as opiniões pessoais do autor.

 

Continuar lendo “Parque Dois Irmãos no Rio de Janeiro: mais um belo mirante da Cidade Maravilhosa. Clique aqui e saiba tudo sobre este parque”

Compartilhar:

Turismo em Niterói: Trilha, Fortaleza e Por do Sol

É hora de deixar um pouco o Rio de Janeiro de lado e fazer Turismo em Niterói, com direito à trilha, Fortaleza Histórica e por do sol no Parque da Cidade.

Logo cedo em Icaraí vendo o Rio por outro ângulo turismo em Niterói
Logo cedo em Icaraí vendo o Rio por outro ângulo

Pois é, Niterói está logo ali, e todas as vezes o Rio de Janeiro ocupa todo nosso tempo, mas já pensou em ver a cidade além da ponte ?

Não vou falar aqui no interessante Museu de Arte Contemporânea, aquele mesmo em forma de disco voador, porque se você ainda não conhece não sabe o que está perdendo. Além da arquitetura do Niemayer o museu tem uma vista arrebatadora da cidade maravilhosa.

E aí, como é o Turismo em Niterói ?

É bom lembrar que Niterói tem uma parte da cidade voltada à Baia da Guanabara e outra voltada ao mar aberto, a Oceânica. As duas tem pontos turísticos bastante bonitos e interessantes, e aqui vou deixar a dica de um roteiro que preenche bem o dia todo.

Acorde logo cedo!! Se estiver no Rio de Janeiro tome o ônibus Expresso Garcia ou a balsa na Praça XV em direção à Niterói.

Nosso primeiro destino é Itacoatiara!!

Costão do Itacoatiara

Para chegar até a praia tem ônibus, mas agora com este lance de Uber, Cabify e afins vale a pena dar uma olhada nos valores, que são bem camaradas, ainda mais se estiver em uma galera.

A ideia deste roteiro é fazer a trilha do Costão de Itacoatiara.

Subindo o Costão de Icatoatiara
Subindo o Costão de Icatoatiara

O ponto inicial da trilha é no final da praia, a Rua das Rosas, ali tem um local de recepção para visitantes. Quando fui tinha uma fila pois existe uma limitação de pessoas. Não fiquei nem 20 minutos esperando.

Não é uma trilha difícil, são aproximadamente 30 min de subida. Tem uma parte na mata e depois uma escalaminhada pelo costão. Ali não tem erro, basta ir em zigue zague, mas se for reto é bem inclinado, e terá que usar as mãos para dar apoio.

Morro acima
Morro acima

Repare que na parte do costão tem muitos cactos e o visual do mar que vai se abrindo. Procure ir com calçados adequados que te deem segurança e aderência à pedra, vi pessoas lá indo de chinelo, que além de tornar a trilha mais cansativa pode ser perigoso.

Vegetação no Costão de Itacoatiara
Vegetação no Costão de Itacoatiara

O visual lá de cima é lindo, com vista para a praia e Lago de Itaipú.

Praia, lago, montanha e o Rio de Janeiro
Praia, lago, montanha e o Rio de Janeiro

Praia de Itacoatiara

Ao sair da trilha, a dica é parar pelos quiosques desta praia que é bastante bonita, é possível almoçar por aqui ou apenas tomar um lanche.

A Praia de Itacoatiara
A Praia de Itacoatiara

Fortaleza Santa Cruz

Depois de uma cervejinha na praia parti em direção à Fortaleza Santa Cruz, lá de hora em hora sai uma visita guiada que dura aproximadamente 45 min. Esta fortaleza é um dos pontos mais visitados de quem faz turismo em Niterói.

A Fortaleza de Santa Cruz protegente a cidade
A Fortaleza de Santa Cruz protegendo a cidade

Note que esta fortaleza esta bem próxima ao Rio de Janeiro e fazia parte de um sistema de proteção da cidade. Aproveite para tirar as fotos clássicas, lembrando sempre que o melhor lugar para fotografar o Rio é Niterói.

É possível ainda conhecer a Capela de Santa Bárbara, a bateria de canhões e as antigas celas.

A bateria de canhões na Fortaleza Santa Cruz
A bateria de canhões na Fortaleza Santa Cruz

Parque da Cidade

Bom, se você colocar no google maps estes pontos vai achar que minha sugestão de roteiro está meio estranha, mas o objetivo aqui é fazer uma trilha logo cedo com o sol baixo, relaxar entre a praia e o forte após o almoço e depois ver o espetáculo do por do sol no Parque da Cidade. Foi tudo pensando desta forma.

Relaxando no Parque da Cidade em Niterói
Relaxando no Parque da Cidade em Niterói

Se programe para chegar aqui um pouco antes do por do sol, na dúvida fale “Por do Sol + nome da cidade” no google do seu celular que ficará sabendo certinho a hora.

O Parque da Cidade, fica no morro da Viração, a 270m de altitude. Não existe ônibus até lá em cima, mas dá pra subir a pé ou de bike, eu apelei novamente para o Uber. Quando terminou o por do sol tentei chamar o serviço, mas não teve jeito, tive que descer a pé.

O Parque da Cidade é uma Área de Preservação Ambiental que tem uma vista linda para a cidade do Rio de Janeiro, principalmente no por do sol.

O Por do Sol no Parque da cidade em Niterói
O Por do Sol no Parque da cidade em Niterói

Resumo

Esta é uma dica de um roteiro de turismo em Niterói. Lá em Itacoatiara tem outras trilhas como a Enseada do Bananal, mas a proposta aqui é de conhecer outros lugares, então fiquei apenas no Costão.

É bastante coisa para um dia, mas dá pra fazer tranquilo. É um passeio que dá pra curtir um pouco de aventura, praia, história e contemplação. Meus roteiros geralmente seguem esta linha.

Bom é isso, gostou da dica ? Então da próxima vez deixe o Rio um pouco de lado e venha fazer turismo em Niterói.

Continuar lendo “Turismo em Niterói: Trilha, Fortaleza e Por do Sol”

Compartilhar:

Como chegar no Cristo Redentor de metrô e van: mais barato e mais rápido

O Cristo Redentor no Rio de Janeiro é uma das Sete Maravilhas do Mundo e atração imperdível na Cidade Maravilhosa. Se não conhece ou se foi há muito tempo vou explicar passo a passo como chegar no Cristo Redentor de metrô e van, já que o acesso ao Corcovado mudou nos últimos anos e ficou bem mais organizado.

Tentando novos ângulos nas fotos. Como chegar no Cristo Redentor
Tentando novos ângulos nas fotos.

Horário de visitação

Sendo um dos monumentos mais conhecidos no mundo, não é de se admirar que o acesso seja concorrido.

Praticamente será impossível conseguir visitar o Cristo Redentor sem muita gente, porém pode-se evitar um pouco a aglomeração indo cedo.

Separe aproximadamente 4 horas para fazer o passeio.

Espero que minhas dicas sobre como chegar no Cristo Redentor de metrô e van facilite sua vida.

O acesso é por horário e o primeiro é às 08:30.

Quer uma experiência mais tranquila e garantir fotos melhores ? Vá cedo.

Sempre vai ter alguém invadindo suas fotos. Se for cedo é um pouco mais tranquilo
Sempre vai ter alguém invadindo suas fotos. Se for cedo é um pouco mais tranquilo

Como chegar no Cristo Redentor de metrô e van

Existem três pontos de saída das vans oficiais para o Cristo Redentor: Praça do Lido em Copacabana, Largo do Machado e Centro de Visitantes Paineiras.

Cada local de embarque tem um preço diferente.  Em outubro de 2018 os valores incluindo ida/volta e ingresso são estes:

Praça do Lido e Largo do Machado: R$ 61,00 (baixa temporada)/ R$ 74,00 (alta temporada)

Centro de visitantes Paineiras: R$ 28,00 (baixa temporada)/ R$ 41,00 (alta temporada)

Passo a passo

Compre os ingressos pelo site oficial e escolha o local de saída e horário. Aconselho sempre esta forma para evitar eventuais filas.

Em todos os locais de embarque exitem bilheterias e máquinas para imprimir os ingressos comprados pela Internet.

A bilheteria no Centro de Visitantes Paineiras
A bilheteria no Centro de Visitantes Paineiras
As máquinas de auto atendimento
As máquinas de auto atendimento

Saída Praça do Lido

O metrô mais próximo é a Estação Cardeal Arco Verde e está a 10 min a pé da praça

Saída Largo do Machado

Desça na própria estação de metrô Largo do Machado

Saída Centro de visitantes Paineiras

Nesta opção é preciso subir pela Estrada do Corcovado de carro próprio, táxi ou Uber.

Caso vá de taxi ou Uber, a estação de metrô com acesso mais fácil ao Centro de Visitantes é o Largo do Machado.

Um Uber vai custar aproximadamente R$ 14,00 (outubro/2018)

Chegando no Centro de Visitantes Paineiras

Independente das opções escolhidas o destino é o Centro de Visitantes, local com banheiros, loja de souvenir e lanchonete.

O Centro de Visitantes é o ponto comum independente da forma que escolheu como ir para o Cristo Redentor de metrô
O Centro de Visitantes

Caso tenha embarcado no Largo do Machado ou Praça do Lido terá que obrigatoriamente desembarcar aqui e tomar outra van (já incluída no preço) até o Cristo Redentor.

As vans oficiais
As vans oficiais

A volta

Guarde sempre seu ingresso porque ele será pedido na volta.

Mantenha seu ingresso, mesmo que amassado, até o fim do passeio
Mantenha seu ingresso, mesmo que amassado, até o fim do passeio

Basta seguir as filas e esperar as vans. É bastante rápido.

Filas para embarcar nas vans na volta
Filas para embarcar nas vans na volta

O caminho é o mesmo. Do Cristo volta-se ao Centro de Visitantes e de lá ao seu ponto de partida.

Lembrando que você obrigatoriamente tem que voltar de onde saiu, não é possível alterar a rota.

A volta deverá ser obrigatoriamente para o mesmo ponto de partida
A volta deverá ser obrigatoriamente para o mesmo ponto de partida

Caso tenha ido de Uber, você deverá chamar do próprio Centro de Visitantes.

Como eu fiz

Estava hospedado em Copacabana, porém longe da Praça do Lido, mas perto da estação Siqueira Campos.

Sendo assim, tomei o metrô e desci na estação Largo do Machado, dali tomei um Uber por R$ 14,00 até o Centro de Visitantes Paineiras, local de embarque da van a qual tinha comprado anteriormente.

Fui cedo e não peguei tanta muvuca, mas indo embora percebi que o movimento tinha aumentado muito
Fui cedo e não peguei tanta muvuca, mas indo embora percebi que o movimento tinha aumentado muito

Esta forma saiu apenas um pouco mais barato, porém achei mais confortável e mais rápida.

A volta foi fácil, e consegui rápido um Uber no Centro de Visitantes.

Outra vantagem desta opção é que dali você pode seguir para outro ponto da cidade.

Uma dica legal é ir para o belo Parque Laje relaxar um pouco depois da visita ao Cristo. Um Uber do Centro de Visitantes até lá não sai por mais de R$ 15,00 (outubro/2018).

Gostou das dicas sobre como chegar no Cristo Redentor de metrô e van ?

Quer conhecer outro mirante no Rio ? Já ouviu falar do Parque Dois Irmãos ? Clique aqui e veja como ir.

** Este artigo não recebeu nenhuma espécie de patrocínio e reflete as opiniões pessoais do autor.

Continuar lendo “Como chegar no Cristo Redentor de metrô e van: mais barato e mais rápido”

Compartilhar:

Destinos do Brasil: Faça o teste e veja o quanto conhece do nosso país

Destinos do Brasil: Faça o teste e veja quanto conhece do nosso país.

Sempre quanto viajamos para algum novo país, procuramos os destaques para saber o que é imprescindível e para dizer que “conhecemos” um pouco do país. Obviamente é impossível conhecer cada canto, mas sempre tem os destaques que dão uma ideia geral do lugar, afinal Argentina não é só Buenos Aires, como o Brasil não se resume ao Rio de Janeiro.

Mas quais seriam os 10 Destinos do Brasil para dizermos que conhecemos bem o nosso país ?

Vamos lá, confira a lista e no final veja sua pontuação:

1 – Rio de Janeiro: O Brasil faz associação direta com o Rio de Janeiro. A cidade tem os esteriótipos de nosso país: praia, samba e futebol.

A cidade, que foi capital do Brasil, tem turismo para todos os gostos: natureza, história e diversão.  O Cristo Redentor é um dos símbolos do Brasil mundo afora e do Corcovado, como de muitos outros mirantes, se vê uma cidade que combina praia e montanha de uma maneira perfeita.

Rio de Janeiro visto do Corcovado. Destinos do Brasil
Rio de Janeiro visto do Corcovado

2 – São Paulo: a maior cidade brasileira é um caldeirão da diversidade, sendo uma das metrópoles mais importantes do mundo graças à sua intensa vida cultural. A gastronomia é conhecida internacionalmente, já que em São Paulo existem restaurantes de todos os tipos.

São Paulo nunca dorme, funciona 24 x 7: é possível comer um sushi as 2 da manhã ou comprar flores de madrugada. São Paulo é a síntese da cidade do trabalho, onde não podemos esquecer da contribuição dos imigrantes, já que foram também responsáveis pelo crescimento da cidade: italianos, japoneses, judeus e libaneses são alguns exemplos. Em São Paulo é possível passear pelo bairro japonês da Liberdade durante a tarde e a noite jantar numa cantina italiana. Quer fazer compras ? O Bom Retiro, bairro dos judeus, tem uma infinidade de lojas para todos os gostos.

O bairro Japonês de São Paulo - A Liberdade
O bairro Japonês de São Paulo – A Liberdade

3 – Salvador: a capital da Bahia é musical, grandes nomes da música brasileira vieram de lá. Suas cores e sabores mostram um Brasil exótico e uma culinária que tira qualquer pessoa de um regime. Salvador é vibrante, uma cidade que não economiza nas belezas naturais. Conhecer Salvador é entender a história da escravidão no Brasil, pois é a conhecida como a cidade mais negra fora da África.

Todas as cores do Pelourinho em Salvador
Todas as cores do Pelourinho em Salvador

4 – Ouro Preto: a cidade do ouro é uma relíquia, foi dela que saiu grande parte do ouro durante o Brasil Colônia com destino à Europa. Conhecer Ouro Preto é um mergulho no passado, passeando por ladeiras de pedra e descobrindo a tradicional arquitetura colonial brasileira.

Andar pelas ruas de pedra em Ouro Preto é um mergulho no passado
Andar pelas ruas de pedra em Ouro Preto é um mergulho no passado

5 – Curitiba: esta cidade tem bons exemplos de um Brasil que pode dar certo, como o sistema de transportes. Curitiba é uma cidade limpa, bonita e organizada.  Conhecer Curitiba é dar-se conta da diversidade do nosso país, seja pelo clima, seja pela cultura. Curitiba também é a cidade mais verde do Brasil, um passeio pelos inúmeros parques da cidade é sempre uma atividade relaxante.

Os parques de Curitiba são símbolos da cidade mais verde do Brasil
Os parques de Curitiba são símbolos da cidade mais verde do Brasil

6 – Foz do Iguaçu: novamente a natureza dá as cartas, Foz do Iguaçu esbanja na grandiosidade. As cataratas são tão impressionantes que a força das águas às vezes é assustadora. Tudo bem que esta beleza natural esta dividida com a Argentina, mas as cataratas também são nossas!!

A força da natureza nas Cataratas
A força da natureza nas Cataratas

7 – Amazonas: A  maior floresta tropical do mundo tem animais, frutas e árvores que só existem ali. Também é preciso lembrar que no meio da floresta ainda resistem tribos indígenas, e algumas delas nunca tiveram contatos externos. Todos os números são grandes, inclusive o de rios, e o Amazonas é o maior do mundo em nível de água.

A Vitória-Régia é um dos símbolos da Amazônia
A Vitória-Régia é um dos símbolos da Amazônia

8 – Florianópolis: não poderia esquecer da Ilha da Magia, Floripa carinhosamente apelidada por nós é um paraíso brasileiro: praias limpas, montanhas, lagoas e uma culinária saborosa. Nesta lista não poderia faltar uma ilha e Floripa representa com honras esta categoria. Outra curiosidade é que a cidade foi colonizada pelos açorianos e lá encontramos bairros bucólicos como Santo Antônio de Lisboa e Ribeirão da Ilha.

A antiga Ponte Hercílio Luz que liga o continente à ilha
A antiga Ponte Hercílio Luz que liga o continente à ilha

9 – Chapada dos Veadeiros: as paisagens do cerrado são de tirar o fôlego de qualquer pessoa, as grandes atrações são as diversas cachoeiras,  onde chegamos a muitas delas por pequenas trilhas. Escolher uma ou outra é uma tarefa árdua, já que tudo é imperdível. Os banhos de cachoeira são relaxantes e renovam as energias.

As lindas cachoeiras da Chapada dos Veadeiros
As lindas cachoeiras da Chapada dos Veadeiros

10 – Brasília: a capital do Brasil, apesar de não ser propriamente um lugar turístico, mostra uma cidade que foi construída onde não havia nada. Sendo planejada, possui avenidas largas, prédios padronizados e pores do sol lindos, onde todo o céu fica num vermelho incrível. Não podemos esquecer da arquitetura, onde o grande arquiteto Niemayer, conhecido mundialmente, deixou um enorme legado por lá.

O legado de Niemayer em Brasília
O legado de Niemayer na arquitetura de Brasília

Quantos pontos você fez ?

de 0 a 3viajante iniciante: ainda está começando, mas de repente já visitou outros destinos do Brasil.

de 4 a 6viajante experiente: já conhece mais do Brasil e já viu a diversidade do nosso país em diversas regiões.

de 7 a 9 – viajante desbravador: com certeza tem uma ideia do Brasil de norte a sul, provou bastante da nossa culinária e pode-se dizer que já redescobriu o país

10 pontos – viajante nato: viu os principais destinos do Brasil em todos os ângulos, cores e sabores. Conhece bem a cultura, natureza e história. Já pode trabalhar como guia turístico!!

Quantos pontos você fez ? Compartilha com a gente. Qual lugar acrescentaria à lista de Destinos do Brasil ?

** Este artigo não recebeu nenhuma espécie de patrocínio e reflete as opiniões pessoais do autor.

 

Continuar lendo “Destinos do Brasil: Faça o teste e veja o quanto conhece do nosso país”

Compartilhar: