Como viajar gastando pouco: Confira 10 dicas simples para economizar nas suas viagens

Como viajar gastando pouco

Quem viaja bastante sempre causa curiosidade nas outras pessoas, pois as mesmas não entendem como conseguimos viajar tanto aliando férias e economia.  Abaixo listei 10 dicas, algumas extremamente simples e outras mais complexas, com o objetivo de ter o melhor custo-benefício nas suas férias. A economia pode ser pequena em algumas delas, mas lembre-se que de grão em grão a galinha enche o papo:

As ilhas gregas podem ser um destino com preços bem convidativos. Como viajar gastando pouco
As ilhas gregas podem ser um destino com preços bem convidativos.

1 – Levar lanche para o aeroporto: Gente, comer no aeroporto é caríssimo, algumas redes de fast food têm preços diferentes, pois lá você não tem muito o que fazer. Tenho sempre levado meus lanchinhos para comer antes do embarque. Ao lado de onde sai o transfer para Guarulhos aqui em Campinas tem uma lanchonete com pães de queijo a R$ 2,50, o mesmo quitute no aeroporto chega a custar R$ 6,00. As férias e economia já começam no embarque.

Dependendo do horário do voo é preciso fazer alguma refeição antes do embarque.
Dependendo do horário do voo é preciso fazer alguma refeição antes do embarque.

2 – Menu do dia: para muitas pessoas viagens são também experiências gastronômicas, e em algum dia é legal ir num restaurante badalado daquele chef que você admira, mas não em todos, sendo assim vou naquele restaurante mais simples e escolho o Menu do Dia. Este é sempre mais barato, pois é a comida que foi feita em maior quantidade. Fazer pedidos muito diferentes, além de demorar o preparo custam mais caros.

Não tenha vergonha de pedir o menu antes de entrar no restaurante. Assim você não tem surpresas.
Não tenha vergonha de pedir o menu antes de entrar no restaurante. Assim você não tem surpresas.

3 – Ver os dias de descontos ou entrada free: muitos museus e atrações tem dias de descontos, procure saber antes e programe aquele dia para conhecer o lugar. Sempre é possível descobrir dicas sobre como viajar gastando pouco.

Sabia que o teleférico para a Table Mountain em Cape Town é mais barato às sextas-feiras ?
Sabia que o teleférico para a Table Mountain é mais barato às sextas-feiras ?

4 – Usar transporte público: muita gente não gosta desta opção, porém é sempre a mais barata e mais independente. Fuja daqueles taxistas que oferecem um dia inteiro de passeio, se quiser conforto faça por uma agência especializada, caso contrário procure maneiras de usar o transporte público, pode até ser mais divertido!!

Um metrô para chamar de meu em Londres
Um metrô para chamar de meu em Londres

5 – Compras: muitos turistas viajam para comprar, a não ser que esteja indo em roteiros específicos para isso, como os EUA por exemplo com seus incríveis outlets, lembre-se que a chance de comprar algo que não precisa durante uma viagem é alta, isso porque, a compra é emocional. Quando estamos felizes (e geralmente em viagens estamos) acabando comprando mais.

Lembre-se que shopping é shopping em qualquer lugar do mundo, evitar ir nestes lugares gera uma economia tremenda para os compulsivos. Não existe milagre para a pergunta: Como viajar gastando pouco ? Sempre é preciso abrir mãe de alguma coisa.

Mesmo não sendo um compulsivo por compras acabei comprando algumas coisinhas em Nova York.
Mesmo não sendo um compulsivo por compras acabei comprando algumas coisinhas em Nova York.

6 – Supermercado: ir em supermercados em outros países é uma delícia, lá você pode encontrar produtos diferentes do seu país e comprar algumas “coisinhas” para depois comer e relaxar num parque, além do que é super mais barato.

Quem disse que as dicas sobre como viajar gastando pouco tem que ser limitantes ? Ás vezes é preciso apenas um pouco de criatividade, e nós brasileiros somos bons nisso.

A gente se divertindo em um supermercado em Dubrovnik na Croácia.
A gente se divertindo em um supermercado em Dubrovnik na Croácia.

7 – Evite os roteiros pinga-pinga: ficar mais tempo em um lugar gera economia, isso porque passamos a conhecer a cidade e aí conhecemos os lugares com melhor custo benefício, além do que cansa menos.

Fiquei 15 dias somente em Nova York e descobri um restaurante legal e barato abaixo do Columbus Circle.
Fiquei 15 dias somente em Nova York e descobri um restaurante legal e barato abaixo do Columbus Circle.

8 – Localização do hotel: uso a seguinte estratégia na escolha dos hotéis: se a cidade tem transporte coletivo abundante e de qualidade não me importo em ficar fora de zonas turísticas, desde que o lugar seja seguro. Caso contrário é sempre melhor ficar nos centros ou perto de onde ficam a maioria das atrações. Esta dica não vale para quem quer dormir vendo a Torre Eiffel ou o Cristo Redentor. Se quiser assim, o faça, mas sempre será mais caro.

Vista da sacada do hotel que fiquei em Atenas, como a cidade não tem um transporte abrangente decidi ficar perto dos bairros turísticos.
Vista da sacada do hotel que fiquei em Atenas, como a cidade não tem um transporte abrangente decidi ficar perto dos bairros turísticos.

9 – Água, frutas e snacks: esta dica parece boba, mas ande sempre com uma mochila onde possa colocar uma garrafa de água, alguns snacks ou frutas. Além de ser uma dica de saúde, pois você lembrará de se hidratar, é uma dica econômica, assim você não fica parando em cada esquina para comer uma coxinha.

Com a inseparável mochila no Museu do Botero em Bogotá.
Com a inseparável mochila no Museu do Botero em Bogotá.

10 – Tecnologia: isso é provado: quem usa tecnologia economiza. Use e abuse os apps, um exemplo disso é que a Rússia, para a Copa do Mundo 2018 lançou um app com diversas dicas turísticas onde o visitante não precisa investir em tours pagos. Sempre as cidades têm vários com diversos propósitos, seja para aluguel de bicicleta, descobrir bares e restaurantes com promoções, rotas turísticas e obviamente os app´s de reservas de voos e hotéis.

Em Varsóvia na Polônia o aluguel de bicicletas é feito por app´s.
Em Varsóvia na Polônia o aluguel de bicicletas é feito por app´s.

Sei que muitos leitores têm que ponderar estas minhas dicas, pois elas falam de experiências e isso vai da opção de cada um. Por exemplo, o novo terminal de embarque em Guarulhos-São Paulo tem restaurantes renomados. Se você estiver viajando em lua de mel nada mais romântico do que tomar uma taça de vinho antes do embarque. Lembre-se, a vida é feita destes momentos, mas se consegue abrir mão não se envergonhe dos seus “lanchinhos”, tem muita gente que faz isso.

O objetivo deste blog são as Viagens Independentes e não a busca extrema por economia. Todas as dicas acima se referem a conseguir viajar gastando pouco, porém nunca esquecendo o conforto. Não adianta comer mal e falar que não está gastando, como não adianta marcar somente deslocamentos noturnos para economizar no hotel, uma noite de sono numa cama gostosa é incomparável.

Pequenas economias geram grandes diferenças, escolha seu estilo e seja feliz.

E aí, acha que estas dicas sobre como viajar gastando pouco funcionam ?

As dicas fizeram sentido para você ? Escreva um comentário se leu meu artigo até aqui. E se tiver alguma dica compartilhe com a gente, você poderá ajudar a outros viajantes.

Boa viagem!!

Continuar lendo “Como viajar gastando pouco: Confira 10 dicas simples para economizar nas suas viagens”

Compartilhar:

Destinos do Brasil: Faça o teste e veja o quanto conhece do nosso país

Destinos do Brasil: Faça o teste e veja quanto conhece do nosso país.

Sempre quanto viajamos para algum novo país, procuramos os destaques para saber o que é imprescindível e para dizer que “conhecemos” um pouco do país. Obviamente é impossível conhecer cada canto, mas sempre tem os destaques que dão uma ideia geral do lugar, afinal Argentina não é só Buenos Aires, como o Brasil não se resume ao Rio de Janeiro.

Mas quais seriam os 10 Destinos do Brasil para dizermos que conhecemos bem o nosso país ?

Vamos lá, confira a lista e no final veja sua pontuação:

1 – Rio de Janeiro: O Brasil faz associação direta com o Rio de Janeiro. A cidade tem os esteriótipos de nosso país: praia, samba e futebol.

A cidade, que foi capital do Brasil, tem turismo para todos os gostos: natureza, história e diversão.  O Cristo Redentor é um dos símbolos do Brasil mundo afora e do Corcovado, como de muitos outros mirantes, se vê uma cidade que combina praia e montanha de uma maneira perfeita.

Rio de Janeiro visto do Corcovado. Destinos do Brasil
Rio de Janeiro visto do Corcovado

2 – São Paulo: a maior cidade brasileira é um caldeirão da diversidade, sendo uma das metrópoles mais importantes do mundo graças à sua intensa vida cultural. A gastronomia é conhecida internacionalmente, já que em São Paulo existem restaurantes de todos os tipos.

São Paulo nunca dorme, funciona 24 x 7: é possível comer um sushi as 2 da manhã ou comprar flores de madrugada. São Paulo é a síntese da cidade do trabalho, onde não podemos esquecer da contribuição dos imigrantes, já que foram também responsáveis pelo crescimento da cidade: italianos, japoneses, judeus e libaneses são alguns exemplos. Em São Paulo é possível passear pelo bairro japonês da Liberdade durante a tarde e a noite jantar numa cantina italiana. Quer fazer compras ? O Bom Retiro, bairro dos judeus, tem uma infinidade de lojas para todos os gostos.

O bairro Japonês de São Paulo - A Liberdade
O bairro Japonês de São Paulo – A Liberdade

3 – Salvador: a capital da Bahia é musical, grandes nomes da música brasileira vieram de lá. Suas cores e sabores mostram um Brasil exótico e uma culinária que tira qualquer pessoa de um regime. Salvador é vibrante, uma cidade que não economiza nas belezas naturais. Conhecer Salvador é entender a história da escravidão no Brasil, pois é a conhecida como a cidade mais negra fora da África.

Todas as cores do Pelourinho em Salvador
Todas as cores do Pelourinho em Salvador

4 – Ouro Preto: a cidade do ouro é uma relíquia, foi dela que saiu grande parte do ouro durante o Brasil Colônia com destino à Europa. Conhecer Ouro Preto é um mergulho no passado, passeando por ladeiras de pedra e descobrindo a tradicional arquitetura colonial brasileira.

Andar pelas ruas de pedra em Ouro Preto é um mergulho no passado
Andar pelas ruas de pedra em Ouro Preto é um mergulho no passado

5 – Curitiba: esta cidade tem bons exemplos de um Brasil que pode dar certo, como o sistema de transportes. Curitiba é uma cidade limpa, bonita e organizada.  Conhecer Curitiba é dar-se conta da diversidade do nosso país, seja pelo clima, seja pela cultura. Curitiba também é a cidade mais verde do Brasil, um passeio pelos inúmeros parques da cidade é sempre uma atividade relaxante.

Os parques de Curitiba são símbolos da cidade mais verde do Brasil
Os parques de Curitiba são símbolos da cidade mais verde do Brasil

6 – Foz do Iguaçu: novamente a natureza dá as cartas, Foz do Iguaçu esbanja na grandiosidade. As cataratas são tão impressionantes que a força das águas às vezes é assustadora. Tudo bem que esta beleza natural esta dividida com a Argentina, mas as cataratas também são nossas!!

A força da natureza nas Cataratas
A força da natureza nas Cataratas

7 – Amazonas: A  maior floresta tropical do mundo tem animais, frutas e árvores que só existem ali. Também é preciso lembrar que no meio da floresta ainda resistem tribos indígenas, e algumas delas nunca tiveram contatos externos. Todos os números são grandes, inclusive o de rios, e o Amazonas é o maior do mundo em nível de água.

A Vitória-Régia é um dos símbolos da Amazônia
A Vitória-Régia é um dos símbolos da Amazônia

8 – Florianópolis: não poderia esquecer da Ilha da Magia, Floripa carinhosamente apelidada por nós é um paraíso brasileiro: praias limpas, montanhas, lagoas e uma culinária saborosa. Nesta lista não poderia faltar uma ilha e Floripa representa com honras esta categoria. Outra curiosidade é que a cidade foi colonizada pelos açorianos e lá encontramos bairros bucólicos como Santo Antônio de Lisboa e Ribeirão da Ilha.

A antiga Ponte Hercílio Luz que liga o continente à ilha
A antiga Ponte Hercílio Luz que liga o continente à ilha

9 – Chapada dos Veadeiros: as paisagens do cerrado são de tirar o fôlego de qualquer pessoa, as grandes atrações são as diversas cachoeiras,  onde chegamos a muitas delas por pequenas trilhas. Escolher uma ou outra é uma tarefa árdua, já que tudo é imperdível. Os banhos de cachoeira são relaxantes e renovam as energias.

As lindas cachoeiras da Chapada dos Veadeiros
As lindas cachoeiras da Chapada dos Veadeiros

10 – Brasília: a capital do Brasil, apesar de não ser propriamente um lugar turístico, mostra uma cidade que foi construída onde não havia nada. Sendo planejada, possui avenidas largas, prédios padronizados e pores do sol lindos, onde todo o céu fica num vermelho incrível. Não podemos esquecer da arquitetura, onde o grande arquiteto Niemayer, conhecido mundialmente, deixou um enorme legado por lá.

O legado de Niemayer em Brasília
O legado de Niemayer na arquitetura de Brasília

Quantos pontos você fez ?

de 0 a 3viajante iniciante: ainda está começando, mas de repente já visitou outros destinos do Brasil.

de 4 a 6viajante experiente: já conhece mais do Brasil e já viu a diversidade do nosso país em diversas regiões.

de 7 a 9 – viajante desbravador: com certeza tem uma ideia do Brasil de norte a sul, provou bastante da nossa culinária e pode-se dizer que já redescobriu o país

10 pontos – viajante nato: viu os principais destinos do Brasil em todos os ângulos, cores e sabores. Conhece bem a cultura, natureza e história. Já pode trabalhar como guia turístico!!

Quantos pontos você fez ? Compartilha com a gente. Qual lugar acrescentaria à lista de Destinos do Brasil ?

** Este artigo não recebeu nenhuma espécie de patrocínio e reflete as opiniões pessoais do autor.

 

Continuar lendo “Destinos do Brasil: Faça o teste e veja o quanto conhece do nosso país”

Compartilhar:

Intercâmbio em Cape Town – Relato e dicas

Por que Intercâmbio em Cape Town na África do Sul ?

Preciso confessar que minha decisão por fazer um Intercâmbio em Cape Town na África do Sul teve motivos particulares muito específicos. Em 2014 estive no país para fazer turismo, conheci Joanesburgo, fiz safari no Kruger Park e fui à Cape Town.

Dá para não se apaixonar por Cape Town ? Pense num Intercâmbio em Cape Town. Intercâmbio em Cape Town.
Dá para não se apaixonar por esta paisagem ? Que tal fazer um Intercâmbio em Cape Town ?

Fiquei apaixonado pela cidade, considerada uma das mais bonitas do mundo, me encantei com a natureza sempre marcada pela onipresente Table Mountain. Nesta viagem fiz um grande amigo e nos comunicamos sempre desde então, foi aí que nasceu a ideia de fazer Intercâmbio em Cape Town.

Estava numa fase da minha vida que precisava realizar o sonho de um intercâmbio, não pude fazer quando era mais jovem e encarei assim mesmo com 41 anos. Tinha sido desligado de uma empresa onde trabalhei por 16 anos. Era o momento ideal.

Muitos fatores auxiliaram na escolha do meu Intercâmbio em Cape Town: não queria ir para um país com inverno rigoroso na época que decidi: Dezembro. Sendo assim eliminei de cara EUA, Canadá, Londres, Dublin e Malta.

Company Gardens é um lugar de paz em meio ao centro de Cape Town
Company Gardens é um lugar de paz em meio ao centro de Cape Town

Também não me animei a ir para a Austrália e Nova Zelândia, pois queria viajar para países vizinhos e achei o países muito isolados na minha percepção. Um ponto fundamental na minha decisão é que teria um apoio de um amigo e isso colocou o Intercâmbio em Cape Town como primeira opção.

Dinheiro

Uma questão importante para um Intercâmbio em Cape Town é que o custo de vida é parecido com o do Brasil, ou melhor, com o da região onde vivo, Campinas. Considero aqui um pouco mais caro que outros lugares do país, sendo assim pense num custo de vida lá igual ao de uma cidade grande como São Paulo, Rio de Janeiro ou Campinas.

Não se iluda com o câmbio achando que pelo real valer 4 rands (dez 2017) você fará a festa por lá, tirando alguns itens que falarei abaixo o custo é muito parecido, às vezes Cape Town é até um pouco mais cara pois é uma cidade turística.

As únicas coisas que achei mais baratas por lá foram os itens de supermercado. Em redes como Checkers existem promoções de produtos congelados onde o desconto chega a 50% do preço da embalagem, eles fazem isso com produtos prestes a vencer. Uma lasanha congelada, facilidade para intercambistas, pode custar meros 25 rands, porém a qualidade é bem melhor que as nossas, pois tem um sabor mais caseiro.

Vida de intercambista. Estudava de manhã, fazia turismo a tarde.
Vida de intercambista. Estudava de manhã e fazia turismo a tarde.

Se você for fã de Mc Donalds vai se divertir por lá, o combo 1 custa 39 rands. Achei barato demais.

Outra forma de comer barato é comprar comida pronta no supermercado, com 50 rands dá para se virar muito bem.

Fiquei fã do FoodLovers, é um restaurante por kilo com muitas opções de comida e uma parte específica de saladas, depois das aulas almoçava sempre lá e a conta não passava de 60 rands. Leve em consideração que como consideravelmente bem.

Mas e o sotaque ?

O assunto mais comentado nos grupos de estudantes com dúvidas sobre Intercâmbio em Cape Town é sobre o sotaque sul africano, para entender isso é necessário lembrar que o país tem 11 línguas oficiais e o inglês é mais uma delas, porém falado por todos.

O inglês sul africano é puxado para o britânico, nós brasileiros temos o inglês americano como base, por conta da influência dos EUA na nossa cultura. Acho engraçado que todos costumam colocar o sotaque do sul africano como um problema, mas nunca falam das especificidades do sotaque irlandês, que é bem diferente do americano também.

Diversidade de idiomas: inglês, xlosa e afrikaans.
Diversidade de idiomas: inglês, xlosa e afrikaans.

Não se preocupe com isso, os professores da escola têm um inglês default e não vai ser difícil entendê-los, nas ruas você vai perceber a diferença do sotaque entre os vários grupos étnicos.

Lembre-se que não existe inglês bonito ou feio, isso é preconceito e hoje a maioria dos professores fala da comunicação em inglês, ou seja, você precisa passar a ideia. Esta obsessão por um sotaque americano não vai te ajudar em nada a aprender a falar inglês, aliás este assunto bate numa questão de preconceito ao meu ver. Você sim terá uma experiência de qualidade durante seu Intercâmbio em Cape Town.

E a segurança ?

Vamos lá, é necessário falar a verdade, Cape Town é uma cidade com problemas de violência, sendo assim, você deverá tomar os mesmos cuidados que toma aqui no Brasil, e de boa já estamos bem acostumados com isso.

Sinceramente não vi nada demais, mas também não vejo nada demais no Rio de Janeiro, seria irresponsabilidade minha dizer que nada acontece, então baseie-se pela estatística.

A badalada Long Street no Centro de Cape Town
A badalada Long Street no Centro de Cape Town

Em Cape Town tem muitos pedintes, e acredito que até mais que no Brasil. O Apartheid, regime de segregação racial que durou até os anos 90 deixou marcas no país, caracterizada por uma grande diferença social. Você verá isso ao circular por bairros como Clifton e Camps Bay, que tem as propriedades mais caras de toda a África, depois compare com algum subúrbio da região norte. A diferença é gritante.

Infelizmente o negro é a parte mais pobre do país, como disse é como se o Apartheid ainda não tivesse terminado. Um dia, num dos bares da região da Long Street reparei que todos os garçons eram negros e todos, mas todos os clientes eram brancos. Tirem suas conclusões. O país luta para igualar a situação por um sistema de quotas mais ou menos parecido com o nosso.

Quais bairros se hospedar

Com certeza se você já deu uma pesquisada ou procurou nos grupos vai ter sempre alguém falando: Fica em SeaPoint, o bairro é legal, sim SeaPoint é para Cape Town como Ipanema é para o Rio de Janeiro, mas as opções não se restringem somente aí.

A bela região de SeaPoint
A bela região de SeaPoint

Como a maioria das escolas fica em CBD (Cape Town Business District) e SeaPoint seria legal você se hospedar num bairro que você possa ir a pé para a escola ou de MyCiti.

O MyCity é um sistema de ônibus que foi criado para a Copa de 2010, funciona num esquema mais ou menos parecido com o de Curitiba, onde você, com um cartão pré pago, indica o início e fim da viagem e o mesmo desconta do seu saldo o valor correspondente. Confira aqui o site da empresa.

O MyCiti é pontual, limpo e confiável, mas infelizmente não atende a todas as regiões. Cape Town não tem um transporte coletivo abrangente, com exceção do MyCiti as outras opções não são boas, sendo assim veja se o lugar que você pretende ficar tem alguma estação por perto.

Bom, mas o tópico deste artigo é sobre bairros e falo sobre alguns deles:

  1. Centro (CBD): gente, o centro é igual ao centro de qualquer cidade do Brasil, não é a parte mais bonita da cidade nem a mais segura. O centro de Cape Town é relativamente pequeno e aconselho, se ficar por lá, a não dar bobeira a noite.
  2. Bo-Kaap: este bairro tem muitas casas de família que recebem estudantes, apesar do bairro ser um charme com as casinhas coloridas ouvi muita reclamação dos meus amigos que ficaram lá. É o bairro dos muçulmanos de Cape Town. É bom tomar cuidado, tem uma fama de ser perigoso e ouvi muitas reclamações de que as famílias eram muita rígidas com questões sobre tempo de banho e lavar roupa.
  3. Gardens: eu queria morar lá. É um bairro lindo, bem abaixo da Table Mountain e a uma curta caminhada do centro. Se aparecer alguma opção por aí vale a pena.
  4. Greenpoint: aí começa a mudar de figura, pois são bairros mais elitizados e bonitos. GreenPoint é lindo, fica pertinho do centro, mas tem outra vibe, porém é bem mais caro.
  5. SeaPoint: como falei é um bairro badalado, cheio de bares e baladas, com um calçadão lindo e uma vista fantástica da Lion´s Head, se quiser e puder ficar lá com certeza estará bem hospedado
  6. Observatory: este bairro tem uma tradição estudantil, já que tem várias moradias da Universidade de Cape Town, se ficar em Obs (apelido do bairro), você terá que ir ao centro de trem, pois o MyCiti não chega até lá.
O colorido de Bo-Kaap. Muitas residências estudantis ficam aí.
O colorido de Bo-Kaap. Muitas residências estudantis ficam aí.

Destaquei os bairros principais, eu fiquei na casa do meu amigo em Parow, mas numa situação completamente diferente, pois fui como convidado. Só para ter uma ideia eu demorava 30 minutos de trem para chegar ao centro, e o último trem era as 18, sendo assim se quisesse balada tinha que voltar de Uber e o preço era mais ou menos 150 rands. Porém não tenho do que reclamar, era um bairro calmo, com ruas largas, casas com jardins e bem bonito.

O lindo Greenpoint Park
O lindo Greenpoint Park

Trem de Cape Town

Bom, como falei do trem preciso explicar como o mesmo funciona, este é o transporte coletivo mais mal falado de Cape Town, eles dizem que é perigoso e quando contei na escola que o usaria todo dia a coordenadora me disse para voltar de Uber. Não considerei a opinião dela e voltava todo dia de trem mesmo.

O trem de Cape Town
O trem de Cape Town

Bom, fiquei 6 meses lá e nunca vi nada. Acontece que o trem é velho e sujo, nada pontual, quebra constantemente e de uma hora para outra o suspendem. Tive alguns problemas como chegar atrasado na aula ou simplesmente o trem ficar quebrado por 40 minutos sem andar. Se depender de trem todos os dias pense com carinho, o ponto positivo é que é super barato, quase de graça, uma viagem não passa de 7 rands, e falo isso mesmo para grandes distâncias. Lembre-se que este trem liga a outras cidades e faz boa parte da Península.

Este trem é usado pelos trabalhadores que se deslocam do centro para os subúrbios. Aos domingos você pode ir a Simon´s Town de trem turístico, é um passeio maravilhoso, pois os trilhos rodam praticamente na praia, ou seja, o visual é lindo.

Escolas

Fechei meu Intercâmbio em Cape Town por três meses numa agência aqui no Brasil e na época fiquei indeciso entre duas: a Eurocentres e a EC, o preço era quase igual e decidi pela Eurocentres.

Intervalo das aulas, saudades deste tempo.
Intervalo das aulas, saudades deste tempo.

Esta é uma escola que tem em vários lugares do mundo, fica na Greenmarket Square, no centro de Cape Town e a uma quadra da Long Street, a rua dos bares. Quase não estudei com brasileiros lá, nada contra, mas intercâmbio é para falar em inglês. Pelo que percebi a maioria dos estudantes era da Arábia Saudita. Achei a escola bastante séria, adorava as aulas e tive dois professores incríveis: o Bruce e a Megan, se você ler este texto e for pra lá mande um abraço a eles.

A Eurocentres fazia algumas aulas diferentonas, esta foi no Castelo da Boa Esperança.
A Eurocentres fazia algumas aulas diferentonas, esta foi no Castelo da Boa Esperança.

As aulas eram super dinâmicas, geralmente com dois professores que trabalharão habilidades diferentes, não estudei a tarde, porém sabia que o foco era exclusivamente conversação.

A EuroCentres não é uma escola toda modernosa como a EC, mas de boa, para mim inglês se ensina com a boa e velha lousa. Como estendi meu visto iria estudar mais três meses e aí fui conhecer outras escolas que oferecem Intercâmbio em Cape Town, por motivos particulares acabei não estudando mais, então aqui vai uma percepção (superficial) sobre o que achei das outras.

Não parece, mas foi uma das aulas do intercâmbio na Table Mountain National Park.
Não parece, mas foi uma das aulas do intercâmbio na Table Mountain National Park.

EC: acredito que tenha a melhor estrutura para Intercâmbio em Cape Town, usam e abusam de tecnologia. O prédio é bem legal mas não posso falar da didática, pois como disse não estudei lá. O atendimento deles é muito bom.

Good Hope: uma escola pequena. Achei estranha, fui super mal atendido e tive a impressão que eles não queriam alunos.

LAL: grande escola em SeaPoint, tem uma moradia para estudantes em anexo, mas também não curti o atendimento

Nos grupos do Facebook esta é uma dúvida comum, tem gente que não quer de jeito nenhum fechar por agência e digo de antemão que vale a pena. Quando iria continuar o curso fui até a escola e perguntei o preço, aí no mesmo dia mandei um e-mail para a agência no Brasil e pasmem: o valor era o mesmo. Sem contar que fechando aqui você pode parcelar em até 12 vezes no boleto e estará protegido pelo Código de Defesa do Consumidor do Brasil, pense bem.

Existem vários agentes que vendem Intercâmbio em Cape Town, a única questão é que estes agentes também tinham o mesmo preço da agência no Brasil. Outro ponto é que estes grupos de brasileiros em Cape Town no Facebook são montados por eles e lógico que eles vão te direcionar às escolas onde ganham mais comissão.

Toda sexta alguém se despede.
Toda sexta alguém se despede.

Quer um conselho ? Feche aqui no Brasil, procure uma agência que lhe agrade e manda ver, não vou falar a minha pois este artigo não recebeu nenhuma espécie de patrocínio e minhas opiniões são livres de quaisquer interesses.

Mas e aí, voltou falando inglês ?

Gente, esta é uma história de cada um e digo de antemão que quanto menos tímido você for mais rápido falará inglês. Fui no Intermediário e voltei no Avançado, tenho bastante confiança em falar inglês pessoalmente e no telefone, ainda não consigo ver TV em inglês, mas com legenda (em inglês) tem me ajudando bastante a desenvolver o idioma.

Sei que a maioria da galera usa as férias e pode ficar apenas um mês, pra ser sincero é pouco tempo, eu fiquei três meses e passou voando. Aliás os professores falaram para mim que a característica do brasileiro é ficar pouco, por isso que muitas vezes não sentem uma evolução no idioma. Se só puder ficar 4 semanas, assim o faça, é melhor que nada.

Turismo

A África do Sul é um país lindo e de natureza exuberante, as cidades são bem melhores organizadas e mais limpas que o Brasil, quase não vi pichação e mesmo os lugares mais pobres são melhores que bairros nas mesmas condições aqui no Brasil.

Como o transporte coletivo da cidade não é abrangente fazer turismo sem carro é uma batalha, mas rola sim, tenho um artigo de 10 lugares para ir de transporte público. Confira aqui. Este artigo tem dicas que vão além do turismo tradicional de Cape Town, pois sobre este tem material de sobra na internet.

Pedar entre Seapoint e Camps Bay garante visuais incríveis como este
Pedar entre Seapoint e Camps Bay garante visuais incríveis como este

O Safari é uma das marcas registradas do país, existem opções a 2 horas da cidade, mas para mim a grande atração é o Kruger Park, porém é longe de Cape Town e terá que ter um investimento, mas vale muito!! Tenho um video da época que queria ser Youtuber, mas não deu muito certo kkkk Confere lá, tem algumas dicas legais.

O safari no Kruger Park foi uma experiência incrível
O safari no Kruger Park foi uma experiência incrível

Outra marca de Cape Town são as vinícolas, a África do Sul é uma grande produtora de vinhos e as fazendas são incríveis!! Um passeio para Stellenbosh e Franshoek vai te mostrar uma paisagem cercada por montanhas, plantações e as construções centenárias das fazendas com arquitetura holandesa. Este passeio pode ser feito por agência ou alugando um carro, fiquei 6 meses lá e não achei nenhuma forma de ir por conta própria. Também tenho um vídeo sobre. Clique aqui.

As vinícolas da África do Sul são lindas, se não puder ir até a região de Stellenbosh tem a Groot Constantia que fica mais perto da cidade e é linda!!
As vinícolas da África do Sul são lindas, se não puder ir até a região de Stellenbosh tem a Groot Constantia que fica mais perto da cidade e é linda!!

A Garden Route também é uma opção, uma longa rota partindo de Cape Town, margeando o litoral irá te mostrar paisagens exuberantes. Você pode ir de carro, parando onde quiser, por agência ou pelo BazBus, que é um ônibus turístico que vai parando de cidade em cidade e tem convênios com vários hostels. Eu inventei de ir de ônibus Intercape de linha para Knysna e foi um sacrifício, isso porque levei 10 horas para percorrer um trecho que originalmente seria de 5 horas. O ônibus para em uns 50 lugares e é super desconfortável.

O Tsitsikama National Park na Garden Route
O Tsitsikamma National Park na Garden Route

Uma opção bem legal em Cape Town são aqueles ônibus turísticos de 2 andares, vale super a pena, pois tem um trajeto abrangente. Uma dica também é tomar o MyCiti na estação Adderley e ir até Houtbay, na ida sente do lado direito e babe na paisagem, que é maravilhosa!!

Visual da janela do MyCiti no caminho para HoutBay
Visual da janela do MyCiti no caminho para HoutBay

Para quem curte uma agitação, lembre-se que toda primeira quinta feira do mês as galerias de arte abrem até tarde, é um projeto para incentivar os artistas, mas também todos os bares bombam na região na Bree St como em todo o centro. Pesquisem sobre First Thursday.

Procure pela hashtag #viajantecuriosonaáfricadosul, documentei todos os lugares que fui e tem muita dica, se ainda não me segue no Instagram clique aqui, tenho dicas de todos os lugares que já visitei.

Conclusões gerais

A experiência foi ótima, o povo foi super hospitaleiro e o intercâmbio foi de muita qualidade. Tenho experiência em dar aulas e consigo reconhecer boas escolas, por isso garanto que valeu a pena.

Outra questão é que está chovendo promoções para Cape Town de tickets aéreos por R$ 1.700,00 aproximadamente, é um valor excelente. Fiquem atentos.

Passei Natal, Ano Novo, Carnaval e Páscoa por lá, esqueçam estas datas, parece que o sul africano não dá muita bola para isso, não vi ruas decoradas e não sentia aquele clima de Natal que temos por aqui. Mas lembre-se, é um intercâmbio e isso faz parte. Nem preciso falar que o carnaval de lá não se compara ao nosso, mas sim, eles têm uma versão. Divirta-se.

A temperatura em Cape Town é amena, mais frio que minha região. Mesmo no verão,  em muitas noites, precisava de uma blusa. Em dezembro venta muito, mas venta mesmo, do tipo de atrapalhar você a caminhar nas ruas. Achei o clima muito parecido com Buenos Aires.

Cape Town é uma cidade de praia, mas não dá para nadar, a água é congelante, nos 6 meses que estive lá, entrei uma vez por 10 segundos. Insuportável. No verão a areia fica lotada e a água vazia. Outra questão é que em Cape Town não é permitido bebidas alcoólicas em espaços públicos, sendo assim esqueça sua cervejinha na areia.

Toda a Table Mountain da Praia de Table View.
Toda a Table Mountain da Praia de Table View.

Ah outra coisa, fiz Intercâmbio em Cape Town com 41 anos, se você tem esta faixa de idade não se intimide, você não será o único, no mais a molecada vai sempre puxar conversa, relaxe e divirta-se.

Bom é isso, quer fazer Intercâmbio em Cape Town? Realize seu sonho!! Espero que minhas informações te ajudem!!

Continuar lendo “Intercâmbio em Cape Town – Relato e dicas”

Compartilhar:

Quando é o São João de Caruaru ? Leia o relato de um paulista na maior festa do Brasil

Quando é o São João de Caruaru ? Saudades da festança em Pernambuco

Se você é paulista como eu esqueça um pouco nossas Festas Juninas, sim elas são lindas e tradicionais, porém o Brasil é tão grande que a comemoração dos Santos de Junho acontece um pouco diferente no Nordeste.

Duas cidades rivalizam sobre o maior São João do Mundo: Caruaru e Campina Grande, eu como mero paulistano não vou entrar nesta discussão, mesmo porque só estive no São João de Caruaru. Galera de Campina Grande, me convidem, quero escrever sobre vocês também.

Quando é o São João de Caruaru ? Saudades da maior festa do Brasil
Quando é o São João de Caruaru ? Saudades da maior festa do Brasil

Caruaru é um município do Agreste Pernambucano, tem um população de mais de 350.000 habitantes e guarda tradições que por muitas vezes não são conhecidas pelo resto do país. Isso porque o São João no Nordeste é “coisa séria”, as cidades se enfeitam e tudo gira em torno de uma das maiores festas do Brasil. O São João de Caruaru é uma festa que, na minha opinião, todos devem conhecer.

Caruaru no São João é uma festa, músicas por todos os lados
Caruaru no São João é uma festa, músicas por todos os lados

Como fui pra lá

Depois de anos e anos tentando ir, já que minhas férias não coincidiam com junho resolvi fazer uma loucura, fui no São João de Caruaru por um final de semana em 2016, sei que não é indicado, pois a cidade e o São João merecem mais dias ao meu ver.

Minha cunhada é de lá e ela sempre falava que eu adoraria a festa, e decidi que daquele ano não passaria. Foi a melhor coisa que fiz, e digo de antemão uma das festas mais divertidas que participei, rivalizando até com o carnaval. Sei que a festa é santa, afinal celebramos  São João, mas o forró não deixa ninguém parado.

Bem vindos à Capital do Forró
Bem vindos à Capital do Forró

Como chegar lá

Existe um aeroporto em Caruaru, porém possivelmente a maior oferta de voos será para Recife.

Caruaru não está longe de Recife, 131 km separam a capital à Cidade do Forró, um percurso que pode ser percorrido em uma hora e quarenta  minutos mais ou menos, a Viação Progresso faz este trecho, na época custava R$ 26,00 e é possível comprar antecipadamente pela Internet.

Existem opções de transfers para lá, como a Martur, cheguei a cotar mas como estava indo em duas pessoas não valeria a pena. Você pode também tentar um Uber, na época saiu algo em torno de R$ 180,00 (aeroporto de Recife – centro de Caruaru). A questão do ônibus é que você precisa sincronizar os horários e se deslocar para a rodoviária de Recife, para que não precise passar um dia na capital pernambucana.

Se você for de Uber combine com o motorista a volta, na época que fui não tinha transporte por aplicativo em Caruaru, e durante a festa esta viagem Recife-Caruaru-Recife é bastante comum, sendo assim paguei R$ 280,00 o retorno até o aeroporto, pois tive que usar taxi. Negocie.

Cheguei e fui direto para o Pavilhão do Forró
Cheguei e fui direto para o Pavilhão do Forró

Quantos dias ?

Eu fiquei um final de semana, sendo assim fui três dias para a festa. Quando cheguei lá já curti o Pavilhão do Forró e meu voo de volta foi numa segunda-feira de madrugada, desta forma pude aproveitar o domingo à noite também.

Bom, para você que se planeja seria mais interessante quatro dias, partindo numa quinta cedo e voltando no domingo.

Praça Coronel João Guilherme no centro de CaruaruPraça Coronel João Guilherme no centro de Caruaru

Onde ficar ?

Este é um tema complicado, decidi ir para lá apenas 15 dias antes e todos os hotéis estavam lotados, existiam assim opções mais distantes e outras mais caras, preparem-se com bastante antecedência para conseguir algo com bom custo benefício.

Eu fiquei numa pousada bastante simples, que não tem um padrão turístico, sendo assim não poderia indicar, pois é tipo aqueles pequenos hotéis de pessoas que vão a Caruaru para compras, vale lembrar que a cidade é um polo de vestuário. Foi a única opção que encontrei por lá na época.

Planeje-se com antecedência, a cidade lota durante o São João
Planeje-se com antecedência, a cidade lota durante o São João

Como é a festa

O São João de Caruaru é dividido em polos, em 2018 serão 21 polos, sendo 11 na região urbana, aos quais tenho mais propriedade em falar pois os conheci. Os outros polos se localizam na zona rural da cidade.

De posse da agenda de eventos sabendo quando é o São João de Caruaru tente se organizar para encontrar a festa que mais parece com você. Obviamente o Polo Mestre Gonzaga (Pavilhão do Forró) deverá estar em um dos dias, é lá que ocorrem os grandes shows. O lugar é enorme, e marcado por uma estátua do Gonzagão logo na entrada.

Gonzagão dando as boas vindas no Pavilhão do Forró
Gonzagão dando as boas vindas no Pavilhão do Forró.

Bandeirinhas decoram tudo e existem muitas opções de comida. Lá também fica o Museu do Forró, não tive tempo de conferir, porém com certeza vale a visita.

Viver o São João de Caruaru é um mergulho nas tradições do Agreste Pernambucano, desta forma aconselho você nesta viagem deixar o litoral um pouco de lado. É grande a associação do Nordeste com praia, também pudera, são maravilhosas, mas garanto que as tradições nordestinas vão muito mais além disso.

As bandeirinhas coloridas em Caruaru
As bandeirinhas coloridas em Caruaru

Outro polo lindo é a Estação Ferroviária, lá você encontra o famoso Polo das Quadrilhas. Esqueça um pouco aquela ideia da quadrilha de São Paulo, lá é totalmente diferente: a dança conta histórias, a coreografia é num ritmo diferente e o colorido das roupas é de encher os olhos.

As quadrilhas estilizadas de Caruaru
As quadrilhas estilizadas de Caruaru

Lá na estação existe a Cidade Cenográfica: casas coloridas, igrejinha e balões por toda parte remetem às antigas festas de São João de Caruaru. Um lugar muito bonito para curtir durante as tardes e tirar belas fotos.

A Igrejinha da cidade cenográfica tem até um padre
A Igrejinha da cidade cenográfica tem até um padre

Outro polo bastante interessante é o Alto do Moura, antes de falar da festa é preciso entender que este é um lugar cultural muito importante, não só do Brasil, já que é o maior Centro Cultural de Artes Figurativas das Américas.

O Portal do Alto do Moura
O Portal do Alto do Moura

Mas o que é isso ?

Figurativismo ou arte figurativa são os termos usados para descrever as manifestações artísticas que representam: a forma humana, os elementos da natureza e os objetos criados pelo homem. Ele pode ser realista ou estilizado, desde que haja o reconhecimento do que foi desenhado. Fonte: Wikipedia

Resumindo, é quando a arte não é abstrata e se reconhece a figura humana, os animais, objetos e paisagens. Podem ser na forma de pintura, escultura e gravura por exemplo.

Neste contexto não podemos esquecer de Mestre Vitalino, nascido em Caruaru retratou a vida do nordestino nas famosas esculturas feitas de barro, sua obra foi reconhecida como arte figurativa e o artista teve suas peças expostas no Louvre. Por aí se vê a importância do Alto do Moura, onde diversos atelies mostram o figurativismo nesta área tão interessante de Caruaru.

Forró rolando no Alto do Moura
Forró rolando no Alto do Moura

No São João de Caruaru o Alto do Moura é uma festa, ruas lotadas, muitos bares, músicos nas ruas e bandas de Pífano. Lá também tem um pavilhão onde rola um forró do bom. Tenho muita saudades pois é uma festa só e a gente paulista, desculpe por generalizar, muitas vezes não conhece a diversidade cultural do nosso país.

Representação do Mestre Vitalino trabalhando em suas tão conhecidas esculturas que retratam o dia a dia do povo nordestino
Representação do Mestre Vitalino trabalhando em suas tão conhecidas esculturas que retratam o dia a dia do povo nordestino

Durante a festa você não conseguirá passear com calma por aí, mas com certeza viverá uma experiência bastante legal e divertida. Imperdível também é a Casa Museu Vitalino, sua humilde morada, com paredes de barro onde podemos ver seus instrumentos de trabalho, móveis, instrumentos musicais tocados pelo artista e fotos da família. O melhor dia para curtir o Alto do Moura é o domingo.

Casa Museu Mestre Vitalino
Casa Museu Mestre Vitalino

O que mais ver em Caruaru

Nova Jerusalém: sim é em Caruaru que acontece na época da Semana Santa a encenação na Paixão de Cristo num enorme teatro ao ar livre. Obviamente o auge da visita ocorre na época da Semana Santa, porém algumas agências de Recife fazem um day trip para Caruaru e Nova Jerusalém.

Monte Bom Jesus: Existe um capelinha e um mirante para a cidade de Caruaru, conforme notícias (2018) o lugar está passando por uma revitalização para melhorar o acesso aos turistas.

Feira de Caruaru: quem conhece esta música do Gonzagão ?

“A Feira de Caruaru,
Faz gosto a gente vê.
De tudo que há no mundo,
Nela tem pra vendê,
Na feira de Caruaru”

Letra de Onildo Almeida

Conferindo o artesanato de Caruaru
Conferindo o artesanato de Caruaru

Pois é, na sua passagem por Caruaru não deixe de conhecer a famosa Feira de Caruaru, que como canta Gonzagão “tem de tudo que há no mundo”. Por sua importância a feira é Patrimônio Imaterial do Brasil pelo IPHAN.

A feira é um grande festa
A feira é um grande festa

O lugar é uma festa, provei os cajus docinhos, conferi os artesanatos e entre um canto e outro sempre tem muita música.

Quando é o São João de Caruaru ? Falta muito ? Saudades do Pernambuco maravilhoso!!

** Este artigo não recebeu nenhuma espécie de patrocínio e reflete as opiniões pessoais do autor.

Continuar lendo “Quando é o São João de Caruaru ? Leia o relato de um paulista na maior festa do Brasil”

Compartilhar: