Baía de Kotor: viajando de carro pelos fiordes de Montenegro

Montenegro e a Baía de Kotor

O país surgiu naturalmente em um roteiro que compreendeu Croácia, Montenegro, Bósnia e Eslovênia.

A proximidade dos países e fácil deslocamento entre eles nos permitiu desbravar estes lados da Europa.

Montenegro é um país jovem, só em 2006 após um referendo popular se separou da Sérvia.

Montenegro e suas belas paisagens. na Baía de Kotor
Montenegro e suas belas paisagens. na Baía de Kotor

Como chegar

Da badalada Dubrovnik, depois de 80 Km chegamos a Montenegro. O caminho é muito bonito, na saída da Croácia com o Mar Adriático acompanhando a viagem e depois a Baia de Kotor.

Muitos viajantes vão a Montenegro a partir de um day trip da Croácia, nós decidimos passar duas noites, uma em Kotor e outra em Budva, pois no outro dia cedo saímos em direção a Mostar na Bósnia

Saindo de Duborvnik, faltou o Julio que estava dirigindo
Saindo de Duborvnik, faltou o Julio que estava dirigindo

Valeu a pena dormir por lá ?

Sim, valeu e muito! Gosto de viajar e “sentir” o país, coisa que um day trip pode não proporcionar. Outro fato importante é poder fazer os passeios de forma mais tranquila. Nosso roteiro foi todo feito em carro alugado, o que fortemente recomendo fazer por esta região.

A cor das montanha que dá o nome ao país.
A cor das montanha que dá o nome ao país.

Perast

Saímos de Dubrovnik cedo e logo chegamos à charmosa vila medieval de Perast. É uma cidade pequena, à beira da Baía de Kotor com suas vielas e igrejas. Procure parar na estrada, num ponto mais alto, onde terá uma bela vista de toda a cidade e das ilhas de Nossa Senhora das Rochas e São Jorge.

O charme de Perast
O charme de Perast

Ilha artifical de Nossa Senhora das Rochas

Conta a história que depois de achar uma imagem de Nossa Senhora o povoado começou a construir esta ilha no meio da Baia de Kotor. A base dela são pedras, as quais descobri depois que foram levadas pela população e que até hoje em dia eles fazem isso para manter a estrutura.

Ilha de Nossa Senhora das Rochas
Ilha de Nossa Senhora das Rochas

Para chegar à ilha basta fechar um passeio com os barquinhos que estão ali em Perast, super fácil e rápido.

Na ilha tem a igreja e um espaço bem pequeno com loja e banheiro, é legal para tirar fotos, apreciar a cidade e notar porque o nome Montenegro (montanha negra) é bem apropriado à esta região.

Ilha de São Jorge

Esta é uma ilha natural bem ao lado da ilha artificial, porém não é possível desembarcar na mesma, já que ali funciona um Mosteiro do século XII.

Ilha de São Jorge vista de dentro da Igreja de Nossa Senhora das Rochas
Ilha de São Jorge vista de dentro da Igreja de Nossa Senhora das Rochas

Kotor

Talvez a grande pérola de Montenegro seja a cidade medieval de Kotor.

As ruas de Kotor e sua fortelza
As ruas de Kotor e sua fortelza

Como as outras cidades do Balcãs, Kotor tem suas ruas protegidas por uma muralha que a circunda. É uma delícia caminhar por aí e observar suas construções com janelas verdes e a grande fortaleza protegendo a cidade.

As muralhas protendo a cidade medieval de Kotor
As muralhas protendo a cidade medieval de Kotor

Kotor também é ponto de parada de vários cruzeiros.

Aproveite que aqui as coisas são um pouco mais baratas que na Croácia, curtimos muito um barzinho que fica dentro da cidade medieval e ali paramos para nossa cerveja no calor de setembro. Infelizmente não lembro o nome, mas como Kotor é pequena não vai ser difícil identificar.

Elegemos o melhor bar da viagem
Elegemos o melhor bar da viagem

Fortaleza de Kotor

Este é um dos passeios mais legais a se fazer por esta região. O acesso à Fortaleza é pago, 3 euros na época. É um pouco cansativo, pois são mais de 1000 degraus.

O acesso à fortaleza entre as ruas medievais de Kotor
O acesso à fortaleza entre as ruas medievais de Kotor

Aproveite para fazer no final da tarde, mas de forma que possa ir e volta com o dia claro. No caminho é possível parar na Igreja de Nossa Senhora da Saúde, bem no meio da subida.

A Baia de Kotor
A Baia de Kotor

Apesar de ser comum chamar a Baia de Kotor de Fiordes Montenegrinos, émportante lembrar que fiordes só existem na Noruega, mas quem se importa com o nome quando o visual é este ?

As ruínas da Fortaleza de Kotor
As ruínas da Fortaleza de Kotor

Budva

A nossa ideia era dormir duas noites em Kotor e no outro dia fazer um day trip a Budva, já que está distante a apenas meia hora de carro, porém não tinha mais vaga na nossa guest house e mudamos nossos planos.

Realmente Budva é meio sem graça, perde de longe ao charme de Kotor. Este é tipo um balneário cheio de enormes prédios, com uma orla trivial e muitos quiosques vendendo todo tipo de comida.

A orla de Budva
A orla de Budva

Tem também uma cidade medieval com muralhas que é um dos pontos mais interessantes, porém longe de ser tão charmosa como Kotor.

Budva e sua cidade medieval
Budva e sua cidade medieval

Porém, como sempre digo que viagem é formada por lugares e pessoas, em Budva conhecemos a maior figura da nossa trip, a dona da guest house onde alugamos um quarto em sua casa era muito simpática e engraçada. Logo que chegamos ela nos convidou para sentar e tomar café. Bastante falante em um inglês perfeito, conversou bastante com a gente explicando como era a vida na antiga Iugoslávia, inclusive tinha em sua parede um quadro do Tito, que foi o grande ditador que manteve o país unido até os anos 90.

Infelizmente não tenho uma foto dela, até pedi, mas ela foi enfática e disse: “Not now!!” alegando que estava com o cabelo desarrumado.

Sveti Stefan

Esta praia tem como ponto principal uma vila medieval onde se chega por um pequeno istmo, este lugar hoje é um hotel de luxo, onde só é possível entrar se você for hóspede.

A praia de Sveti Stefan
A praia de Sveti Stefan

É uma praia bem bonita de pedras, como as outras dos Balcãs, onde é necessário aqueles calçados especiais, nós não tínhamos e “sofremos” um pouco.

As pedras de Sveti Stefan
As pedras de Sveti Stefan

Olhando para o vilarejo medieval, a praia da esquerda é pública. Vale a pena ficar por ali, tomando sol e relaxando.

Ao sair da praia, na estrada, tem um pequeno mirante. Tivemos a sorte de estar ali justamente no por do sol, que foi um espetáculo incrível.

O por do sol no Mirante
O por do sol no Mirante

O que mais tem para ver ?

Pesquisando sobre o país vimos que é possível visitar também o Mosteiro de Ostrog, que é encravado numa pedra e o Canion de Tara. Como estes lugares ficavam fora de mão no nosso roteiro, não fomos.

Tem um Globo Repórter onde a Glória Maria fez um documentário bem legal por Montenegro, vale a pena dar uma olhada para planejar sua viagem por lá.

Continuar lendo “Baía de Kotor: viajando de carro pelos fiordes de Montenegro”

Compartilhar: