Museu Frida Kahlo: saiba como conhecer a casa onde a famosa artista viveu com Diego Rivera na Cidade do México

A famosa artista mexicana é inspiração no mundo todo e o Museu Frida Kahlo conta boa parte de sua história.

Localizado na Cidade do México, é um dos mais visitados do país.

Nos últimos anos a imagem de Frida Kahlo tem aparecido com bastante destaque. A pintora estampa camisetas, almofadas, quadros e vários outros tipos de objetos.

Frida Kahlo é um símbolo do Feminismo, já que sua história fala sobre superação, o desejo de ser mãe e um casamento atribulado com Diego Rivera.

Diego já era bastante reconhecido como artista quando conheceu Frida, porém o talento da artista se sobressaiu à uma possível sombra da fama do marido. Tanto é que hoje em dia ouvimos falar mais de Frida Kahlo do que Diego Rivera.

Os coloridos murais de Diego Rivera
Os coloridos murais de Diego Rivera

Salma Hayek interpretou brilhantemente Frida Kahlo no filme biográfico. Entre músicas típicas mexicanas a história da artista é contada, a qual, muitas vezes, foi marcada por grandes tragédias.

Frida Kahlo sofrera um gravíssimo acidente quando jovem, e as sequelas deste a acompanharam por toda sua vida.

Talvez a grande inspiração de Frida tenha sido o sofrimento, já que por muitos anos a artista ficou presa numa cama. As frustradas tentativas de cirurgias pareciam não melhorar muito suas dores.

Frida Kahlo é um símbolo do Feminismo
Frida Kahlo é um símbolo do Feminismo

 

 

Neste artigo você vai ver:

Passeando pela Cidade do México. Clique Aqui
O Museu. Clique Aqui
Como ir de metrô. Clique Aqui

 

A Cidade do México

O México foi um dos países que mais gostei de conhecer e isso se deve principalmente pela simpatia de seu povo. Sempre quando pedia informações as pessoas eram solícitas.

Lembro-me que sempre ao sair do hotel e ia em direção à estação de metrô via uma senhora cantando na rua “Ai ai ai ai está llegando la hora”, não sei se lembram desta música, mas tem uma versão em português também.

Sempre que passava por ali ela me cumprimentava com um “Buenos días”.

Meu roteiro pelo México contemplou a badalada Cancún e a Cidade do México. Para ser sincero tinha criado poucas expectativas para a capital mexicana.

A maioria dos comentários na Internet falavam de uma grande cidade, perigosa e sem muito o que fazer.  Porém quando quero conhecer um lugar não dou muita atenção. Apenas fui.

Para mim a Cidade do México marcou muito mais que Cancún. Sim, a badalada Riviera Maya é linda, mas a Cidade do México tem muitas atrações culturais que contam a história dos povos pré hispânicos e do período colonial.

Ruínas pré hispânicas e Igrejas coloniais, assim é a Cidade do México
Ruínas pré hispânicas e Igrejas coloniais, assim é a Cidade do México

Sem contar que a cidade é recheada de interessantes museus e tem a impressionante Praça da Constituição, comumente chamada de Zócalo. Ela é a quarta maior praça do mundo, razão pela qual devemos conhecer.

A enorme e impressionante Praça do Zocalo
A enorme e impressionante Praça do Zocalo

Tenho dois artigos sobre dois lugares que conheci quando estive na Cidade do México. Dá uma olhada:

Um dos maiores templos Católicos do mundo: A Basílica de Guadalupe

As enormes Pirâmides do México: Teotihuacan

A comida mexicana merece um artigo especial. Além de relativamente barata é deliciosa.

Voltar ao início. Clique Aqui

 

O Museu Frida Kahlo

O museu se localiza no simpático distrito de Coyoacán, aliás fica como dica dar uma volta pelo bairro quando for visitar o Museu Frida Kahlo.

A Igreja de San Juan Bautista em Coyoacán
A Igreja de San Juan Bautista em Coyoacán

Esta região é conhecida por ter vários centros culturais, simpáticos cafés e também por ter várias casas com a típica arquitetura colonial espanhola.

Aliás três museus importantes se destacam neste bairro: Museu Frida Kahlo, Museu Casa de Leon Trotsky e Museu Diego Rivera.

Uma história de amor
Uma história de amor

A casa onde Frida Kahlo nasceu, viveu com Diego Rivera e morreu se destaca no encontro das ruas Londres e Ignacio Allende.

O Museu Frida Kahlo também é conhecido como La Casa Azul
O Museu Frida Kahlo também é conhecido como La Casa Azul

Com um tom azul cobalto e detalhes em vermelho o lugar já chama atenção logo que chegamos. Por conta de sua cor a casa é conhecida também como “La Casa Azul”.

Prepare-se para eventuais filas, já que este é um dos museus mais visitados do México. Além disso, por conta do fluxo de turistas, existe uma quota diária de ingressos.

As filas são constantes no museu
As filas são constantes no museu

O valor é 250 pesos mexicanos (novembro/2018) e eles cobram mais 30 caso queira tirar fotos no interior sem flash. Existe desconto para estudantes e maiores de 60 anos, caso tenha alguma dúvida este é o site oficial.

Os espaços para visitação são:

O Jardim: este espaço com diversos tipos de plantas tem uma réplica de uma pirâmide que remete aos povos pré hispânicos. Vale lembrar que Frida Kahlo sempre admirou a rica cultura destes povos, pois quando os espanhóis chegaram onde hoje é o México já havia uma civilização que utilizava recursos super avançados para a época.

O Comedor: o espaço nas cores amarela, verde e azul chama bastante a atenção. Aliás existe uma receita da Frida Kahlo para o tradicional prato mexicano: o Mole Poblano.

A Cocina: ambiente também ricamente decorado com peças de arte popular. Frida era uma boa cozinheira.

O Estúdio: o lugar onde suas curiosas obras eram produzidas. Frida retratava muito do que sentia em seus quadros. Existe um que mostra claramente seu desejo de ser mãe.

A cama: A artista colocava um espelho de forma que pudesse se ver enquanto deitada, pois era tipo aquelas camas com uma espécie de cobertura. Observe que muitas de suas obras são auto retratos.

Os grandes destaques vão para algumas de suas obras como: o retrato de seu pai e meu preferido “Viva la Vida”, com as melancias cortadas.

Existe também uma exposição com os vestidos de Frida Kahlo, fazendo uma relação com moda. Também estão expostos próteses e corseletes de gesso que a artista tinha que usar por conta de suas limitações físicas.

O Museu Frida Kahlo permite um mergulho nas obras da artista e caso não conheça muito da sua história é interessante assistir ao filme “Frida”, o qual mostra os ambientes da casa, sua história e a inspiração para muitas de suas obras.

Voltar ao início. Clique Aqui

 

Como ir para o Museu Frida Kahlo

Como falei anteriormente o Museu Frida Kahlo fica no bairro de Coyoacán.

Caso queira ir de metrô é só procurar a Linha 3 e desembarcar na Estação Coyoacán. Dali são apenas 1,5 Km até o museu.

Na saída, você terá que atravessar a grande avenida Churubusco na altura da Rua Centenário. Caminhe até a Rua Londres, quando deverá virar à esquerda e caminhar até a esquina com a Rua Ignacio Allende.

São aproximadamente 20 minutos de caminhada entre a estação de metrô e o Museu Frida Kahlo. Para confessar fiquei meio perdido e pedi ajuda aos simpáticos mexicanos.

Outra dica é simplesmente tomar um Uber, já que este tipo de transporte deixou os deslocamentos com preços mais acessíveis, aliás este tipo de transporte funciona super bem na Cidade do México.

Tem alguém lendo este artigo que é fã da Frida Kahlo ?

Já conhece o museu ? Divide comigo suas percepções sobre o lugar.

É isso amigos leitores, o Museu Frida Kahlo é uma atração imperdível na Cidade do México.

Viva la Vida!!

Voltar ao início. Clique Aqui

Continuar lendo “Museu Frida Kahlo: saiba como conhecer a casa onde a famosa artista viveu com Diego Rivera na Cidade do México”

Compartilhar:

Pirâmides do México: conheça a incrível Teotihuacan, pertinho da capital mexicana

Pirâmides do México: a incrível Teotihuacan

As ruínas das mais famosas Pirâmides do México em Teotihuacan são um mistério até hoje, pois elas já estavam abandonadas quando os espanhóis chegaram nas Américas.

Pensando na vida na Pirâmide da Lua. Pirâmides do México
Pensando na vida na Pirâmide da Lua

Boa parte do que vemos hoje não é original, ou seja, foi feito sobre as ruínas para que tenhamos a ideia da grandeza da cidade no passado.

Uma cidade misteriosa
Uma cidade misteriosa

Posso dizer que as Pirâmides do México em Teotihuacan me impressionaram tanto quanto Machu Pichu, é tudo muito grandioso e misterioso. Um lugar bastante diferente.

Caminhando entre a Pirâmida da Lua e do Sol
Caminhando entre a Pirâmida da Lua e do Sol

Basicamente você caminha entre a Pirâmide da Lua e a Pirâmide do Sol. Subir nas mesmas exige um esforcinho porém o visual lá de cima é lindo.

Valeu a pena subir ?
Valeu a pena subir ?

Os degraus são estreitos e é bastante inclinado, talvez dificulte para quem tenha medo de altura ou vertigem, mas nada impeditivo.

Degraus para a Pirâmide do Sol
Degraus para a Pirâmide do Sol

É um passeio bonito e contemplativo, mas tem que caminhar!!

Ao andar pela enorme calçada frente à Pirâmide da Lua em direção a do Sol observe que quando mais você se distancia, mais a Pirâmide se funde à paisagem formando ainda uma maior.

A Pirâmide da Lua
A Pirâmide da Lua

Também é possível subir na Pirâmide do Sol, a dificuldade é um pouco maior ao meu ver, pois achei mais inclinada.

A Pirâmide do Sol
A Pirâmide do Sol

Teotihuacán é sempre cheia de turistas, vi muitas escolas por lá e muitos turistas mexicanos também.

Como em todos lugar turístico, tem muitos vendedores dentro da Zona Arqueológica que ficam oferecendo tudo, então é aquele esquema: se quiser se esquivar nem olhe para o produto e continue caminhando sem falar nada.

Na Cidade do México são oferecidos passeios que conjugam a Basílica de Guadalupe e Teotihuacan, isso acontece porque a basílica se localiza na região norte da cidade, quase na estrada para a Zona Arqueológica.

Que tal fazer os dois lugares no mesmo dia ? Testei esta opção e funciona perfeitamente. Basta seguir o roteiro abaixo.

Quer saber sobre a Basílica de Guadalupe ? Conto tudo aqui.

 

Roteiro

Você pode ter todo o conforto de te pegarem no hotel e te levarem para os lugares, porém a proposta aqui é fazer tudo por contra própria, no melhor estilo Viajante Independente.

Não tem muito erro ir para lá, vale lembrar a Cidade do México é enorme e tem linhas de metrô.

Para chegar à Zona Arqueológica(Teotihuacan) o roteiro é este:

  1. Procure pela linha 5 do metrô (no mapa está em amarelo)
  2. Desça na estação Autobuses del Norte
  3. Procure pelo empresa Autobuses Teotihuacán
  4. Compre a passagem para a Zona Arqueológica (não é o ponto final)
  5. Para garantir fale ao motorista que você quer ir nas Pirâmides
O metrô da Cidade do México
O metrô da Cidade do México

Só tem que ficar esperto para descer no ponto correto. A viagem demora um pouco mais de uma hora.

Para voltar e ir até a Basílica de Guadalupe é possível tomar um ônibus que vá até a estação Índios Verdes ou para o Terminal Norte. A basílica fica perto da estação Deportivo 18 de marzo do metro (veja no mapa), desta estação são apenas 4 quadras, caminhadinha de leve para viajantes independentes. Também tem a estação La Villa Basilica, mas aí terá que trocar para a linha vermelha.

Este é um daqueles day trips cansativos, que envolve metrô, ônibus e caminhadas, porém tenha certeza que será um dia bastante proveitoso.

Administre seu horário de chegada em Teotihuacán, eu saí bem cedo da Cidade do México e consegui conhecer tudo sem concorrer com muitos turistas. É legal terminar o passeio lá pelas 13 e voltar à Cidade do México ou ainda dar uma volta à Basílica de Guadalupe como sugeri.

Achei melhor almoçar quando cheguei na região do Terminal Norte, e na direção para a basílica parei para comer.  Por ali encontrará algumas opções, aliás comida é um capítulo muito importante no México, achei os preços bem acessíveis e a comida deliciosa.

Já sabiam das Pirâmides do México ?

Confiram também este artigo sobre o Museu Frida Kahlo na Cidade do México. Clique aqui.

Sigam-me no Instagram @viajante_curioso, diariamente posto dicas por lá.

Continuar lendo “Pirâmides do México: conheça a incrível Teotihuacan, pertinho da capital mexicana”

Compartilhar:

Basílica de Nossa Senhora de Guadalupe no México: um dos maiores templos católicos do mundo

Basílica de Nossa Senhora de Guadalupe

Se tem um povo com fé, é o mexicano!! Fiquei impressionado com tudo o que vi por lá, na Basílica de Nossa Senhora de Guadalupe vi várias pessoas carregando imagens enormes entre a Igreja Nova e a antiga.

A fé dos mexicanos
A fé dos mexicanos

Mesmo não sendo católico sugiro uma visita aí pelo viés histórico e cultural, pois é impossível dissociar México e religião, até empresas que precisam ser laicas permitem que seus funcionários montem altares à Virgem de Guadalupe.

O enorme altar dedicado à Virgem de Guadalupe na Basílica Nova.
O enorme altar dedicado à Virgem de Guadalupe na Basílica Nova.

Além de tudo isso a igreja se localiza em uma área muito bonita com bosques e jardins. Não deixe de notar as construções “tortas” por lá.

Dá pra notar que é tudo meio "torto" ?
Dá pra notar que é tudo meio “torto” ?

Todo o complexo é muito bonito e é formado pela enorme basílica nova e a antiga. Observe que a antiga tem a estrutura toda deformada, como tantos outros prédios da Cidade do México, já que tudo é pântano aterrado.

As Basílicas Antiga e Nova lado a lado
As Basílicas Antiga e Nova lado a lado

A área livre entre a antiga igreja e a nova é enorme. Este é o maior santuário católico das Américas e o mais visitado do mundo depois do Vaticano.

O enorme campanário
O enorme campanário

Explore bastante toda a área. Observe que atrás da Basílica Velha tem um pequeno monte, lá em cima tem a Capilla del Cerrito. É bem legal subir até lá para ter uma panorâmica. O acesso se dá por uma escadaria muito bonita, com jardins e estátuas. As fotos da cúpula da igreja lá no Cerrito ficam bem legais.

Visual da Capilla del Cerrito
Visual da Capilla del Cerrito
Os acessos à Capilla del Cerrito
Os acessos à Capilla del Cerrito

Super Dica

Você já ouviu falar de Teotihuacan ? É um sítio arqueológico incrível com enormes pirâmides. Mas o que isso tem a ver com Basílica de Nossa Senhora de Guadalupe ? Continue lendo….

Pensando na vida na Pirâmide da Lua. Basílica de Nossa Senhora de Guadalupe
Pensando na vida na Pirâmide da Lua

Na Cidade do México são oferecidos passeios que conjugam a Basílica de Guadalupe e Teotihuacan, isso acontece porque a basílica se localiza na região norte da cidade, quase na estrada para a Zona Arqueológica.

Então que tal fazer os dois passeios no mesmo dia ? Abaixo explico como ir a Teotihuacan e depois à linda Basílica de Nossa Senhora de Guadalupe.

Não tem muito erro ir para lá, vale lembrar a Cidade do México é enorme e tem linhas de metrô.

Para chegar à Zona Arqueológica (Teotihuacan) o roteiro é este:

  1. Procure pela linha 5 do metrô (no mapa está em amarelo)
  2. Desça na estação Autobuses del Norte
  3. Procure pelo empresa Autobuses Teotihuacán
  4. Compre a passagem para a Zona Arqueológica (não é o ponto final)
  5. Para garantir fale ao motorista que você quer ir nas Pirâmides
O metrô da Cidade do México
O metrô da Cidade do México

Só fique esperto para descer no ponto correto. A viagem demora um pouco mais de uma hora.

Para voltar e ir até a Basílica de Guadalupe é possível tomar um ônibus que vá até a estação Índios Verdes ou para o Terminal Norte. A basílica fica perto da estação Deportivo 18 de Marzo do metro (veja no mapa), desta estação são apenas 4 quadras, caminhadinha de leve para viajantes independentes. Também tem a estação La Villa Basílica, mas aí terá que trocar para a linha vermelha.

Tenho mais dois artigos de lugares que conheci no México:

As Pirâmides de Teotihuacan: Clique aqui.

O Museu Frida Kahlo: Clique aqui.

Vamos ao México ?

Sigam-me no Instagram @viajante_curioso, diariamente posto dicas por lá.

Continuar lendo “Basílica de Nossa Senhora de Guadalupe no México: um dos maiores templos católicos do mundo”

Compartilhar: